Trabalho, lar e botequim

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1732 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Sidnéy Chalhoub nasceu no Rio de Janeiro em 1957, é um historiador e professor universitário brasileiro. Atualmente é diretor associado do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Unicamp. Em 1997 recebeu o premio Jabuti na categoria Ensaio pelo livro Cidade febril: cortiço e epidemias na Corte Imperial. É um dos principais historiadores brasileiros, seus estudos se destacam pelas temáticassobre escravidão, cotidiano e trabalho.
O presente estudo tem como objetivo discorrer sucintamente, tentando destacar os pontos principais e fundamentais, sobre a obra: Trabalho, Lar e Botequim: o cotidiano dos trabalhadores no Rio de Janeiro da Belle Époque; pertencente ao auto Sidnéy Chalhoub. O livro é dividido em três grandes capítulos, possuindo, também, uma introdução e um epílogo.
Aobra tem como cenário a cidade do Rio de Janeiro, durante o período da recente Republica e baseia-se em analisar os inquéritos policiais que relatam os conflitos existentes na época. Estes inquéritos relatam situações de conflitos entre trabalhadores, familiares e amigos.
Na introdução o autor relata um conflito que ocorreu entres dois estivados, Zé Galego e Paschoal, o tal conflito termina com oassassinato de Zé Galego. O crime é relatado pelos jornais da época, no caso o Jornal do Comércio e o Correio da Manhã, cada jornal analisado apresenta sua versão do fato, porém ambos os jornais combinam-se ao apresentarem a versão de que o crime ocorreu por conta de uma disputa amorosa entre os dois estivadores. O assassinato ocorreu no período em que o Império está se ruindo e a Republica estásendo instaurada, é nesse período que surgem vários debates sobre as novas formas de trabalho, por conta do fim da escravidão, as novas formas de organizações familiares, por conta do processo de urbanização, e as novas relações sociais entre a população.
Durante a analise do assassinato de Zé Galego o autor se depara com diferentes versões e relatos sobre o crime, e é a partir dessas diferençasde versões e interpretações que Chalhoub procura entender e procurar o real sentido do crime. Porém o autor não fica preso apenas ao assassinato de Zé Galego, durante os três capítulos do livro Chalhoub expõem vários conflitos que se sucederam no Rio de Janeiro, envolvendo relação de disputas trabalhistas, de interação familiar e socialização.
O primeiro capítulo do livro irá priorizar astensões e os conflitos que surgem de situações no trabalho, e de questões ligadas ao problema da habitação. Observa-se que existiu uma rivalidade étnica e nacional enquanto expressões dos conflitos provenientes da concorrência da força de trabalho. Essas rivalidades étnicas e nacionais se dão na medida em que os recentes trabalhadores livres se deparam com a concorrência no mercado de trabalho entesos imigrantes. O fim da escravidão e a implementação de uma sociedade capitalista foram fatores que aumenta as tensões entre trabalhadores.
O primeiro capítulo é dividido em cinco partes principais. Na primeira parte observa-se uma tentativa de reconstrução dos esforços das classes dominantes em elaborar uma nova ética de trabalho no período pós-Abolição. Os deputados estavam preocupados com aordem da sociedade e acreditavam que o fim da escravidão poderia trazer a desordem social, preocupara-se em introduzir na mente da população o sentido de que o trabalho era o que definia um homem honroso. Aquele que não era um trabalhador era visto com um desvirtuado. O trabalho era visto como uma característica civilizadora, os libertos só seriam vistos com cidadãos caso amassem o trabalho acimade tudo.
A segunda parte do capítulo focaliza os conflitos surgidos entre companheiros de trabalho, ressaltando as competições entres os trabalhadores e as rivalidades nacionais e raciais. Nessa parte do capítulo o autor expõem os inquéritos policiais que narram conflitos, assassinatos e rixas entre trabalhadores, esses conflitos passam no momento de transição da sociedade para uma ordem...
tracking img