Teoria da burocracia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3302 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS UNIDADE BARREIRO
TECNOLOGIA EM GESTÃO DE LOGÍSTICA
DISCIPLINA: FUNDAMENTOS DE ADMINISTRAÇÃO

SEMINÁRIO: TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO
RESUMO: TEORIA DA BUROCRACIA

Alunos (as):

BELO HORIZONTE, 15 DE OUTUBRO DE 2011.
INDICE

1 – AS ORIGENS DA BUROCRACIA..................................................................03
2.1 –Aspectos Gerais da Teoria da Burocracia.........................................................03
2 – OS ESTUDOS DE MAX WEBER....................................................................05
3 – A TEORIA DA AUTORIDADE.......................................................................08
4.2 – Tipos deAutoridade............................................................................................09
4 – AS FUNÇÕES DA BUROCRACIA.................................................................10
5 – AS DISFUNÇÕES DA BUROCRACIA..........................................................10
6 – OS MODELOS DA BUROCRACIA................................................................12
7.3 – O Modelo Burocrático deMerton......................................................................12
7.4 – O Modelo Burocrático de Selznick.....................................................................13
7.5 – O Modelo Burocrático de Gouldner...................................................................13
7 – CONTINGÊNCIAS DA BUROCRACIA.........................................................13
8 – CRÍTICAS E REFORMULAÇÕESÀ BUROCRACIA................................14
9 – RELAÇÃO ENTRE AS TEORIAS CLÁSSICAS...........................................15
10 – RESPOSTAS - ESTUDO DE CASO – LUTANDO CONTRA A BUROCRACIA.......................................................................................................16

A TEORIA DA BUROCRACIA – MAX WEBER

1 - AS ORIGENS DA BUROCRACIA
A teoria da burocraciafoi formalizada pelo alemão Maximiliam Weber que, partindo da premissa de que o traço mais relevante da sociedade ocidental, no século XX, era o agrupamento social em organizações, procurou fazer um mapeamento de como se estabelece o poder nessas entidades. Construiu um modelo ideal, no qual as organizações são caracterizadas por cargos formalmente bem definidos, ordem hierárquica com linhas deautoridade e responsabilidades bem delimitadas. Assim, Weber cunhou a expressão burocrática para representar esse tipo ideal de organização, porém ao fazê-lo, não estava pensando se o fenômeno burocrático era bom ou mau. Weber descreve a organização dos sistemas sociais ou burocracia, num sentido que vai além do significado pejorativo que por vezes tem. Burocracia é a organização eficiente porexcelência. E para conseguir essa eficiência, a burocracia precisa detalhar antecipadamente e minuciosamente como as coisas deverão ser feitas, mas acaba se esquecendo dos aspectos variáveis que devem ser considerados. A negligência destes aspectos variáveis acaba trazendo diversas disfunções na realização de ações específicas.
1.1 – Aspectos Gerais da Teoria da Burocracia
A Teoria da Burocraciadesenvolveu-se dentro da gestão por volta dos anos 40, principalmente em função dos seguintes aspectos:
a) Da fragilidade e parcialidade tanto da Teoria clássica da gestão como da Teoria das Relações Humanas, que não possibilitam uma abordagem global, integrada e envolvente dos problemas organizacionais;
b) Da necessidade de um modelo de organização racional capaz de caracterizar todas asvariáveis envolvidas, bem como, o comportamento dos membros dela participantes, pois ele é aplicável não somente à fábrica, mas a todas as formas de organização humana e principalmente às empresas;
c) Do crescente tamanho e complexidade das empresas que passam a exigir modelos organizacionais bem mais definidos;
d) Do ressurgimento da Sociologia da Burocracia, a partir da descoberta dos...
tracking img