Teoria administrativa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1152 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução à administração
Professor: Alexandre Maduro
Aluno: Ana Laura Sousa e Custódio
Matrícula: 090062221

TEORIA ADMINISTRATIVA





RESENHA


A Teoria Administrativa é o segundo componente das teorias clássicas da administração. Um dos teóricos mais influentes dessa escola foi Henry Fayol (1841- 1925) que, como engenheiro de minas, trabalhou em uma empresafrancesa de mineração e, por desempenhar um bom trabalho, foi promovido a gerente e, posteriormente, a diretor-geral da mesma. Quando a empresa começou a passar dificuldades, Fayol conseguiu revitaliza-la através da centralização da produção em Montluçon, outro local de atividade do consórcio, para ganhar em economia de escala. Além disso, adquiriu novos depósitos de carvão em Bressac, Decazeville eem Jondreville. A nova companhia, denominada Comambault, compõe até hoje o maior grupo de mineração e metalurgia na França Central. Assim, foi a partir destas experiências que Fayol desenvolveu sua proposta de administração.
Fayol iniciou estudos nos quais começou a separar a habilidade administrativa do conhecimento tecnológico. Fayol notou que, primeiramente, o efeito daadministração sobre as atividades de um negócio não foi completamente entendido e que as recomendações dos especialistas técnicos poderiam ser completamente destruídas por procedimentos administrativamente falhos. Segundamente, notou que um líder que seja bom administrador, mas tecnicamente medíocre é, geralmente, muito mais útil à empresa do que se ele fosse um técnico brilhante, mas um administradormedíocre. Dessa forma, o sucesso organizacional depende mais das habilidades administrativas do que das habilidades técnicas.
Fayol também fez uma lista inicial de princípios de administração, como unidade de comando, cadeia hierárquica de comando, separação de poderes, centralização e ordem. Em complementação a estes princípios, falou de previsão, a qual antecipava o futuro planejadoe orçamentos preparados. Ele falou ainda da necessidade de diagramas organizacionais, reuniões e relatórios.
A partir dos estudos de Fayol, podemos notar a importância da habilidade administrativa para o desempenho organizacional. Se a administração era tão importante, por que as escolas e as universidades a negligenciavam focando o ensino nas habilidades técnicas? De sua longaexperiência, notou que um grupo de administradores teorizava, mas, na prática, existiam muitas contradições e pouca reflexão sistemática. Isto ajudou a dificultar o ensino e a prática da administração.
Fayol assegurava que qualquer organização necessitava de administração, fosse do tipo comércio, indústria, política, religião, militar, etc.
Os administradores, segundoFayol, necessitavam de algumas qualidades, conhecimentos e experiências, a saber: 1. qualidades físicas (saúde, vigor,...); 2. qualidades mentais (habilidade de aprender e entender); 3. qualidades morais (lealdade, dignidade,...); 4. educação geral (conhecimentos gerais); 5. conhecimento especial (aquele peculiar à função); e 6. experiência.
Assim, Fayol registrou a relativaimportância dos requisitos para as pessoas, dependendo da sua situação na hierarquia, separando em níveis as habilidades técnicas das administrativas.
A Teria Administrativa e a Teoria Burocrata são muito relacionadas, em alguns aspectos são idênticas. Ambas são largamente dedutivas e vêem a organização normativamente, como uma entidade abstrata. Ambas defendiam organizações formais queteriam vantagens com a especialização, um elemento fundamental das mesmas.
A maioria dos elementos da teoria administrativa parece estar projetada para organizar coisas. Existe uma grande prioridade em evitar o caos e a desorganização.
Fayol estabeleceu que todas as atividades ou operações de uma empresa podem ser divididas em seis grupos: 1. Atividades técnicas...
tracking img