Tcc incompleto

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4367 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLOGICA PAULA SOUZA
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
ESCOLA TECNICA ESTADUAL
“DOUTOR DOMINGOS MINICUCCI FILHO”
CURSO TECNICO DE MECANICA


AUTOMAÇAO PNEUMÁTICA


ANGELO ALBERTO FERREIRA Nº 06
JOSE DIEGO OLIVA FIERI Nº 23
MARCOS MARQUES DE CARVALHO Nº 27
NILSON CLEI Nº 28
SAMUEL PIROLA SASDELLI Nº 34
BOTUCATU – SP
NOVEMBRO – 2012


CENTRO ESTADUALDE EDUCAÇÃO TECNOLOGICA PAULA SOUZA
GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO
ESCOLA TECNICA ESTADUAL
“DOUTOR DOMINGOS MINICUCCI FILHO”
CURSO TECNICO DE MECANICA

AUTOMAÇAO PNEUMÁTICA
ANGELO ALBERTO FERREIRA Nº 06
JOSE DIEGO OLIVA FIERI Nº 23
MARCOS MARQUES DE CARVALHO Nº 27
NILSON CLEI Nº 28
SAMUEL PIROLA SASDELLI Nº 34

COLABORADOR: Prof. CLAUDIO LAURENTE

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSOAPRESENTADO A ESCOLA TECNICA (ETEC), PARA OBTENÇAO DO TITULO DE TÉCNICO EM MECÂNICA.
BOTUCATU – SP
NOVEMBRO – 2012
FOLHA DE APROVAÇÃO
AUTORES: ANGELO ALBERTO FERREIRA
JOSÉ DIEGO OLIVA FIERI
MARCOS MARQUES DE CARVALHO
NILSON CLEI
SAMUEL PIROLA SASDELLI

AUTOMAÇÃO PNEUMÁTICA: ACIONAMENTO PNEUMÁTICO
Monografia apresentada como exigência parcial para a obtenção do Titulo de Técnico em Mecânica,a Etec. “Dr. Domingues Minicucci Filho”, CEETEPS, na área de concentração mecânica, apresentada e aprovada em DD/MM/AAAA, pela bancada de avaliação constituída pelos professores:

XXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXX

XXXXXXXXXXXXXXXXXX





















Sumário

1 FLUIDO 5
2 PNEUMÁTICA 5
3 ELETROPNEUMÁTICA 5
4 PNEUTRÔNICA 5
5 PRESSÃO 6
6PRESSÃO EM UM ATUADOR PNEUMÁTICO 6
7 CARACTERÍSTICAS E VANTAGENS DA PNEUMÁTICA 7
7.1 QUANTIDADE 7
7.2 TRANSPORTE 7
7.3 ARMAZENAGEM 7
7.4 TEMPERATURA 7
7.5 SEGURANÇA 8
7.6 LIMPEZA 8
7.7 CONSTRUÇÃO 8
7.8 VELOCIDADE 8
7.9 REGULAGEM 9
8 SEGURANÇA CONTRA SOBRECARGA 9
9 DESVANTAGENS DA PNEUMÁTICA 9
9.1 PREPARAÇÃO 9
9.2 COMPRESSIBILIDADE 10
9.3 FORÇA 10
9.4 ESCAPE DE AR 10
9.5 CUSTOS 109.6 EXPANSIBILDADE 11
10 COMPRESSIBILIDADE A TEMPERATURAS CONSTANTES (ISOTERMIA) 11
11 ELASTICIDADE 14
12 PROCESSOS DE COMPRESSÃO DE AR 14
12.1 COMPRESSORES ALTERNATIVOS 15
12.1.1 COMPRESSOR DE SIMPLES AÇÃO 17
12.1.2 COMPRESSOR DE DUPLA AÇÃO 18
12.1.3 COMPRESSORES ROTATIVOS 18
12.1.4 COMPRESSORES DE PALHETAS 19
12.1.5 COMPRESSOR DE PARAFUSO 20
13 PROCESSO DE ACELERAÇÃO DE MASSA 2213.1 COMPRESSOR AXIAL(Turbocompressor) 22
13.2 COMPRESSOR RADIAL (CENTRÍFUGO) 22
13.3 DISTRIBUIÇÃO DO AR COMPRIMIDO 23
13.4 LOCALIZAÇÃO DA CENTRAL GERADORA 24
13.5 REFRIGERAÇÃO DA CENTRAL 24
13.6 IMPLANTAÇÃO DA REDE DE DISTRIBUIÇÃO 25
14 ELEMENTOS DE COMPOSIÇÃO DA REDE 26
15 TRATAMENTO DO AR COMPRIMIDO 28
LISTA DE FIGURAS 31
LISTA DE TABELAS 32
Conclusão 37
Referencias bibliográficas 381 FLUIDO

É qualquer substancia capaz de escoar e assumir a forma do recipiente que a contem (nesse caso, o fluido em questão é o ar).

2 PNEUMÁTICA

Provem da raiz grega pneuma, que significa fôlego, vento, sopro. Logo, pneumática é conceituada como a matéria que trata dos movimentos e fenômenos dos gases.

3 ELETROPNEUMÁTICA

Ramo da pneumática que passa a utilizar a energiaelétrica como fonte de energia para o acionamento de válvulas direcionais, compondo o chamado eletro válvulas e válvulas proporcionais, energizando ainda sensores magnéticos de posicionamento, pressostatos, microwiches etc...
4 PNEUTRÔNICA
Vocábulo utilizado para indicar uma evolução da eletropneumática, em que a eletrônica passa a ter uma aplicação muito maior, com controladores lógicos programáveis,sensores digitais, sistemas robotizados. Circuitos eletrônicos complexos acionando e monitorando os componentes pneumáticos
5 PRESSÃO

Em termos de pneumática, define-se pressão como a força exercida em função da compressão do ar em um recipiente por unidade de área interna dele, Figura 1.1.
Sua unidade no SI é dada em N/m² ou PA (pascal), embora seja comum ainda a utilização de unidades...
tracking img