Tabelamento

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3196 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
http://www.regeusp.com.br/arquivos/c8-Art5.pdf

CAPÍTULO XVII - Tabelamento de preços pelo governo 
CAPÍTULO XVII
 
Tabelamento de preços pelo governo
 
Vimos quais são alguns dos efeitos dos esforços governamentais no sentido de serem fixados os preços de produtos acima dos níveis a que, sem isso, os conduziriam os mercados livres.  Examinemos, agora, alguns dos resultados das tentativasdo governo para manter os preços dos produtos abaixo de seus níveis naturais no mercado.
Tal tentativa é feita, em nossos dias, por quase todos os governos em tempo de guerra.  Não vamos examinar a sabedoria do tabelamento em tempo de guerra.  Toda a economia, na guerra total, é necessariamente dominada pelo estado, e as complicações, que deveriam ser consideradas, levar-nos-iam muito além daquestão principal de que trata este livro.[1]
Mas o tabelamento de preços em tempo de guerra - prudente ou não - continua a persistir em quase todos os países, pelo menos durante longo período, depois do término da guerra, quando a justificativa originária, para que fosse implantado, já desapareceu.
É a inflação do tempo de guerra a causa principal da pressão para o tabelamento de preços.  Hoje emdia, quando praticamente todos os países se encontram inflacionários, embora a maioria deles esteja em paz, os controles de preços são sempre sugeridos, mesmo quando não são impostos.  Embora sejam sempre, economicamente, nocivos, senão destrutivos, têm pelo menos uma vantagem política do ponto de vista dos detentores do poder que, implicitamente, põem a culpa da alta dos preços na avidez eganância dos comerciantes, em vez de em suas próprias políticas monetárias.
Vejamos, em primeiro lugar, o que acontece quando o governo procura manter o preço de uma única mercadoria, ou de um pequeno grupo delas, abaixo do preço que seria estabelecido num mercado livre e competitivo.
Quando o governo procura fixar preços máximos para, apenas, uns poucos produtos, escolhe geralmente alguns basicamentenecessários, sob o fundamento de que é essencial que o pobre possa obtê-lo, a custo "razoável".  Imaginemos que os produtos escolhidos sejam o pão, o leite e a carne.
O argumento para tabelamento do preço desses produtos será, mais ou menos, o seguinte: se deixarmos a carne - digamos - à mercê do mercado livre, a alta será forçada pelos lanços da concorrência, de sorte que somente os ricospoderão adquiri-la.  As pessoas, não obterão a carne na proporção de suas necessidades, mas apenas na proporção de seu poder aquisitivo.  Se mantivermos baixo o preço, todos obterão seu justo quinhão.
A primeira coisa a observar nesse argumento é que, se tem validade, a política adotada é inconsistente e tímida.  Se é o poder aquisitivo e não a necessidade o que determina a distribuição da carne aopreço de mercado de US$2.25 a libra, determinaria ele também, se bem que, talvez, em grau ligeiramente menor, o estabelecimento de um preço "teto" legal de US$1.50 a libra.  O argumento do poder aquisitivo, em vez da necessidade, permanece, realmente, de pé, enquanto oneramos a carne.  Somente deixaria de subsistir, se a carne fosse dada de graça.
Mas os esquemas para fixação de preços máximoscomeçam, geralmente, como esforços para "impedir que suba o custo de vida".  Assim, seus defensores admitem, inconscientemente, existir algo peculiarmente "normal" ou sagrado acerca do preço do mercado, no momento em que se inicia seu controle.  Esse preço inicial é considerado "razoável", e qualquer preço acima dele é tido como "desarrazoado", independentemente de mudanças nas condições de produção ouprocura, desde que se estabeleceu o preço inicial.
 
2
 
Ao discutir este assunto, não vemos motivo para admitir um controle de preços, que os fixasse exatamente no ponto, em que um mercado livre os colocaria em qualquer caso.  Seria o mesmo que não haver controle algum.  Devemos admitir que o poder aquisitivo nas mãos do público é maior que a oferta de mercadorias existentes, e que os...
tracking img