Rubens alves

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 24 (5934 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Capítulo 5


DECIFRANDO MENSAGENS CIFRADAS








“A empresa científica, como um todo, de vez em quando se revela útil, abre territórios novos, revela ordem e testa crenças aceitas há muito. Não obstante, o indivíduo mergulhado num problema comum de pesquisa “não está quase nunca fazendo qualquer uma destas coisas. Uma vez envolvido, aquilo que o desafia é a convicção deque, se ele for bastante habilidoso, será capaz de resolver um quebra-cabeças que ninguém resolveu ... Muitas das maiores mentes científicas dedicaram toda a sua atenção profissional a quebra-cabeças desafiantes deste tipo.”


Thomas S. Kuhn





“O livro da natureza está escrito em caracteres matemáticos.”


(Galileu)


“Quando Galileu fezcom que bolas de pesos previamente determinados rolassem num plano inclinado; quando Torricelli atribuiu ao ar um peso que, segundo seus cálculos, era igual ao peso de uma coluna definida de água; ou quando, em tempos mais recentes, Stahl transformou metais em metais, em oxidos e óxidos em metais ... uma luz raiou sobre todos os estudantes de ciência. Eles aprenderam que a razão só pode compreenderaquilo que ela mesma produz de acordo com um plano que ela mesma elaborou. A razão não pode deixar-se arrastar pela natureza. Ao contrário, é ela que deve mostrar o caminho (...) obrigando a natureza a dar respostas às questões que ela mesma propôs. Observações acidentais, feitas sem nenhum plano previamente elaborado, não podem nunca produzir uma lei. (...) A razão, assim, se aproxima da naturezanão como um aluno que ouve tudo aquilo que o professor se decide a dizer, mas como um juiz que obriga a testemunha a responder questões que ele mesmo formulou”


Kant. Critique of Pure Reason. Prefácio à segunda edição





A.1 Vou lhe propor um problema. Aqui está um conjunto de sinais:


[pic]





Eles fazem um sentido perfeito. Aparentemente, um enigma. Se vocêfor suficientemente engenhoso, garanto-lhe que encontrará uma chave para rachar o código, para abrir o cofre. Tanto assim que, ao descobrir o sentido dos símbolos, você deverá colocar, na linha pontilhada, o símbolo que necessariamente se segue.


A.2 Esta é uma mensagem sem importância. Entretanto, qualquer pessoa se sente fascinada frente a um segredo que pode ser decifrado. Se este fosse umconjunto de rabiscos feitos a esmo, não haveria nada para ser decifrado. Não haveria uma mensagem. Mensagens cifradas são um desafio à razão, um convite a que nos provemos a nós mesmos. Isto, ao nível dos passatempos. Freqüentemente, entretanto, a capacidade de decifração tem a ver com a vida e a morte. Como, por exemplo, durante as guerras, em que as mensagens para os aliados não podem cair nasmãos dos inimigos. Os inimigos não as entendem por não possuírem a chave que os aliados possuem. Mas a inteligência e a persistência podem nos levar a descobrir o segredo do cofre...


A.3 É curioso mas parece ser um fato incontestável que os homens sempre atribuíram sentido a eventos que aparentemente não significam nada. Os astrólogos liam (e lêem) as mensagens dos astros.


Muitosacreditavam que mensagens podiam ser encontradas nas vísceras de animais e homens sacrificados. Catástrofes sempre foram interpretadas como mensagens-castigos de poderes divinos ou demoníacos. Até mesmo os loucos, em suas alucinações, foram tidos como portadores de uma sabedoria sagrada. E se encontra lá no livro de Salmos, das Sagradas Escrituras judaico-cristãs, que


“os céus proclamam a glória deDeus e o firmamento anuncia as obras de suas mãos.


“Não há linguagem nem há palavras; no entanto, por toda a terra se faz ouvir a sua voz.” (Salmo 19)


Nisto a ciência está de mãos dadas com as pessoas do senso comum, não importa quais sejam suas crenças: uma c outras se negam a admitir que a natureza seja um conjunto de fatos brutos, destituídos de sentido. É verdade que suas...
tracking img