Roberto pompeu de toledo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (939 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Roberto Pompeu de Toledo

1)Suporte :
Revista “ Veja ” de 04 de setembro de 2011
Sites da internet :
http://veja.abril.com.br/090806/pompeu.html 11/09/2011http://pt.wikipedia.org/wiki/Roberto_Pompeu_de_Toledo 14/09/2011
2)Gênero Textual :
Coluna editorial de opinião
3)Autor :
É um jornalista brasileiro nascido em São Paulo, em 1944. Trabalhou na rádio Bandeirantes, rádio Eldorado,Jornal da Tarde, Jornal da República, revista “ Isto É ” , Jornal do Brasil. Atualmente trabalha na revista “ Veja ” onde é editor especial da revista, fazendo reportagens especiais e mantém umacoluna na revista, publicada na última página, a cada dois números.
4)Tema do dia :
Uma analogia entre as mudanças ocasionadas no setor dos transportes do Rio de Janeiro em pró dos recentes acidentes deveículos desgovernados ocorridos nela.

5)Objetivo do texto :
Discussão e Argumentação de um problema social ocorrido no Rio de Janeiro.
6) Público alvo :
Leitores da revista “ Veja”

7)Questões de provas de Vestibulares/Enem tiradas de seus textos :
Revista “ Veja ” 04/09/2011

Coluna - Roberto Pompeu de Toledo

Surto de desgoverno

Um surto de veículos desgovernados atazana ogoverno do Rio de Janeiro. O primeiro a se desgovernar foi a Pajero do subsecretário da Região Metropolitana, Alexandre Felipe Vieira Mendes. Ao voltar de uma festa num sítio em Niterói, na noite do dia25, quinta-feira, ele atropelou quatro pessoas e acabou por jogar o precioso veículo contra um poste. Um dos atropelados, o pedreiro Ermínio Cosme Pereira, morreu. Outro veículo desgovernado foi obonde n° 10 de Santa Teresa, integrante de uma frota que serve os moradores, delicia os turistas e marca a identidade do bairro. No sábado 27, apenas dois dias depois do desgoverno da Pajero, o n° 10precipitou-se desenfreado pelas pitorescas ladeiras abaixo. O "desenfreado" tem aqui sentido próprio; o bonde estava mesmo sem freios. Ao fim da louca viagem, contavam-se cinco mortos e 54 feridos....
tracking img