Resumo compreender conflitos internacionais joseph nye

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 72 (17855 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
COMPREENDER OS CONFLITOS INTERNACIONAIS – Joseph Nye Jr.

Cap 1 – Existe uma lógica duradoura de conflito na política mundial?

Duas tradições teóricas – o realismo e o liberalismo
• Mesmo com o mundo encolhendo (no sentido de estarmos mais próximos com os adventos da comunicação) e da tecnologia nuclear dar uma nova dimensão a guerra, ainda tem elementos que continuam os mesmos na politicainternacional
• Existe, por exemplo, a mesma lógica de alianças, de balança de poder e de dilema da segurança que na época de tucídides
• Devemos aprender as mudanças e as continuidades, aceitando teorias novas
• O numero de estados independentes ainda se multiplica, existem muitos conflitos étnicos, e uma autoridade central mundial não iria resolver essas questões culturais
• O mundo deestados independentes continuará por muito tempo
O que é política internacional?
• Houve 3 formas básicas de política mundial:
a)império mundial – um governo é dominantes sobre a maior parte do mundo (império romano)
b)sistema feudal- as lealdades e obrigações políticas não são vinculadas ao território – idade média
c) sistema anárquico de estados – estados coesos sem um poder superior acimadeles – à partir de 1648
• Atualmente, quando falamos em politica internacional nos referimos como a política em um sistema anárquico sem um soberano comum
• A política internacional é um sistema de auto ajuda
• A política internacional é anárquica no sentido em que não existe um governo mais elevado
• Concepção realista é a dominante – política internacional em termos de uso da força e principalproblemática a guerra
• Concepção liberal – sociedade global, estados em sociedade internacional
• Construtivismo – uma abordagem crítica e suplemento as teorias principais
• Os atores, os fins e os instrumentos são os três conceitos básicos para a teorização sobre política internacional
• Realismo – os únicos atores são os estados
• Tradicionalmente, o fim dos estados é a segurança militar• A visão tradicional dos instrumentos da política (força militar) está mudando
• A força militar não está obsoleta como instrumentos, mas a alteração no seus curso e eficácia tornam a política internacional hoje mais complexa
• A visão clássica de Tucídides elucida que o que gera a guerra é o crescimento desproporcional de poder de uma potencia que gera insegurança para a outra
• O dilema dasegurança é possível por conta da ausência de um poder mais elevado no sistema internacional (estrutura anárquica)
• Aplicação do dilema do prisioneiro nesse contexto: a falta de comunicação gera uma dificuldade em estabelecer confiança e credibilidade
• A concepção de que a guerra é inevitável é muito perigosa e tem sido flexibilizada no âmbito da política internacional
• Embora a concepçãorealista negue, a ética desempenha uma função importante nas relações internacionais,pois os argumento morais persuadem e constrangem as pessoas, sendo uma arma poderosa
• A ética, no entanto, desempenha um papel menor na política internacional do que na política interna, pois o consenso internacional de valores é débil e se exige do estado uma postura mais dura e radical se for pela proteção dosindivíduos, ao contrario dos indivíduos que não podem agir radicalmente no âmbito interno
• A complexidade da casualidade determina que é muito difícil conhecer as consequências das ações nas relações entre estados
• Por conta das instituições na sociedade internacional serem fracas, é mais difícil estabelecer os limites éticos e delimitar a separação entre ordem e justiça

Três concepções sobreética nas RI
• Cépticos – afirmam que as tendências morais não tem sentido nas relações internacionais porque não existem instituições fortes para estabelecer essa ordem
• Os moralistas do estado defendem que a sociedade de estados funciona sempre sobre a égide de determinadas regras, mesmo que estas por hora não sejam observadas
• Os cosmopolitas encaram a sociedade internacional como uma...
tracking img