Psicologia e odontologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 23 (5580 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
e
22
Psicologia e odontologia

Liliana Seger Jacob

A finalidade deste capítulo é evidenciar a inter- relação entre a Odontologia a Psicologia. O trabalho multidisciplinar tem sido bastante difundido e atualmente sua importância é cada vez maior.
Conhecemos a cada dia mais técnicas de terapia eomportamental-cognitiva que nos auxiliam em diversos aspectos na clínica, a tecnologia que nosbrinda com aparelhos cada vez melhores e que nos leva a dar um suporte ao paciente. Porém, de que adiantaria esse instrumental se não tivéssemos a capacidade de ouvir, entender e analisar os problemas de nossos pacientes.
As áreas de atuação dos psicólogos vêm se desenvolvendo cada dia mais, se ampliando e propiciando o surgimento de um dos mais frutíferos avanços da psicologia clínica, que é amedicina comportamental/psicoloma da saúde.
Conceitualmente a medicina comportamental nada mais é do que um amplo campo de integração de conhecimentos que procedem de diversas disciplinas, dentre as quais cabe ressaltar as biomédicas (anatomia, fisiologia, endocrinologia, epidemiologia, neurologia, psiquiatria etc.) por um lado, e as psicossociais (aprendizagem, terapia e modificação docomportamento, psicologia comunitária, sociologia e antropologia etc.) por outro. Es- les conhecimentos se dirigem a promover e manter a saúde, a prevenção, o diagnóstico tratamento e a reabilitação da doença.

A característica fundamental que define a medicina comportamental é a interdisciplinaridade: conjunto integrado de conhecimentos biopsicossociais para a resolução de problemas práticos no amplocampo da saúde e da doença. No entanto, se não é nova, a idéia se nos apresenta como um novo estilo de trabalho e pesquisa caracterizado pela busca e aplicação de conhecimento interdisciplinar ao extenso campo da saúde humana, sendo seu ingrediente essencial esta integração de conhecimento empírico procedente dos esforços interdisciplinares de pesquisas (Gentry, 1984). Existem várias definições demedicina comportamental, porém todas ressaltam três características básicas:

1. Sua natureza interdisciplinar ou a integração do conhecimento relacionado com a saúde e a doença, o que supõe o reconhecimento explícito da gênese multifatorial das mesmas.
2. Seu interesse pela investigação dos fatores comportamentais que contribuem para a promoção geral da saúde e ao desenvolvimento, prevenção etratamento da doença, isto é, o reconhecimento formal da natureza recíproca das relações entre os aspectos biofísicos e psicossociais.
3. A aplicação de estratégias comportamentais para a avaliação e o controle ou modificação

264

Bernard Rangé (Org.)

deste tipo de fatores, ou a convicção da necessidade de ampliar estratégias convencionais de atuação do tipo biomédico.

Para finalizar, umaquarta característica importante é que, embora não apareça em todas as definições, mas na maioria delas, é o seu duplo caráter, tanto básico, quanto aplicado (Agras, 1982: MilIer, 1983).
Portanto, deve-se ressaltar a evidência de que a saúde ou a doença, de qualquer tipo que seja, dependerão, em sua gênese e manutenção, tanto de variáveis internas ou procedentes do próprio organismo. como devariáveis externas ao sujeito, relacionadas com seu ambiente. Ainda que ambos os tipos de variáveis sejam sempre importantes, o grau de sua participação será diferente em cada tipo de processo, transtornos ou doen ças.
As variáveis relevantes, interdependentes e multideterminantes do transtorno são tantas e tão diversas que seria impossível listá-las. Desde o organismo, ou varmáveis internas dosujeito, o conjunto inclui variáveis orgãnicas, somáticas ou hiofísicas (genéticas, anatomotisiológicas, bioquímicas, endócrinas, imunológicas etc.) que são básicas na cura e no adoecer, contribuindo no processo ou estruturalmente nu funcionalmente.
As variáveis comportamentais ou psicológicas (percepções, pensamentos, expectativas, motivações, sentimentos, hábitos, comportamentos de risco,...
tracking img