Psicologia elementar

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 24 (5757 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto

AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DA ESCOLA:
CONCEITOS,CONTEXTOS E PRÁTICAS
Mary Ângela Teixeira Brandalise
Universidade Estadual de Ponta Grossa
marybrandalise@uol.com.br
Resumo: A relevância dos processos avaliativos para a concretização dos fins educacionais e
da escola, e o reconhecimento da interdependência dos múltiplos objetos de análise da avaliação
educacional e dos seus níveis deestrutura – micro, meso, macro e mega – sociológicos para a
efetivação de um processo avaliativo na escola, são os propósitos da investigação apresentada
nesta comunicação. A pesquisa de cunho qualitativo, do tipo exploratória/bibliográfica, teve
como procedimento a análise documental de livros e publicações relacionados à avaliação
educacional e a avaliação de instituições escolares,numa perspectiva sociológica, com ênfase
na autoavaliação da escola.
Palavras-chave: avaliação institucional; autoavaliação de escolas; desenvolvimento institucional.
INTRODUÇÂO
As razões de ordem socioeconômicas, político-administrativas, científico-pedagógicas
e legais que justificam a necessidade de a escola se autoavaliar são abordadas no texto a fim
de explicitar a importânciada avaliação institucional das escolas e também trazer elementos
conceituais que contribuam por um lado, para a compreensão da avaliação educacional
e da avaliação da escola para captar o movimento institucional, e por outro; e propiciar um
refinamento metodológico no campo da avaliação de escolas, compreendendo que a avaliação, se
entendida como uma análise crítica da realidade é fontevaliosa de informação, problematização
e ressignificação dos processos educativos, consequentemente, tem função estratégica no
desenvolvimento institucional da escola e na gestão educacional.
O texto aqui apresentado pretende não apenas socializar parte da produção da pesquisa
já realizada, mas também apresentar aos leitores e pesquisadores, em educação e avaliação,
algunscontributos teórico-metodológicos de referência para a realização de estudos, pesquisas
e projetos relativos, à avaliação de escolas e ao desenvolvimento institucional.
O texto está estruturado em três partes. A primeira busca na pesquisa e na produção
teórica sobre avaliação educacional novas concepções e compreensões sobre os processos
avaliativos na contemporaneidade. A segunda parte discutealguns aportes e subsídios teóricos
sobre a avaliação institucional da escola, trazendo à reflexão os conceitos de avaliação, seus
fundamentos epistemológicos, suas relações com diferentes contextos e as possibilidades
de operacionalização de processo de autoavaliação da escola, considerando desde a fase do
planejamento até a fase de comunicação dos resultados obtidos. A terceira tratada utilização os
resultados na elaboração do plano de ação da escola, ou seja, trata da utilidade da autoavaliação
institucional.
AVALIAÇAO EDUCACIONAL NA CONTEMPORANEIDADE
A palavra avaliação contém a palavra “valor” acrescida da palavra “ação”, portanto,
não se pode fugir dessa concepção valorativa da ação educacional. Casali (2007, p.10) define
avaliação, “de modo geral, comosaber situar cotidianamente, numa certa ordem hierárquica, o
valor de algo enquanto meio (mediação) para a realização da vida do(s) sujeitos(s) em questão,
no contexto dos valores culturais e, no limite, dos valores universais.”
Para o autor avaliar é reconhecer ou atribuir um valor. Em se tratando de valor em
educação defende que há que se adotar uma postura radicalmente ética eepistemológica. Os
valores são histórica e culturalmente construídos, consequentemente a avaliação é histórica
e cultural. Já que o valor só existe como uma referência mediadora de uma ação concreta, a
consequência é que a avaliação educativa não é um fim de processo, mas o seu meio. Existem
três âmbitos de alcance dos valores, logo, das avaliações: “Há valores para um sujeito, há
valores para uma...
tracking img