Professor reflexivo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1663 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
|Professor reflexivo no Brasil |
|PIMENTA, S. G. GHEDIN, E. (org) Professor reflexivo no Brasil – gênese e critica de um conceito. São Paulo, Cortez, 2002. |

Selma Garrido Pimenta
Possui graduação em Pedagogia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1965),mestrado em Educação: Filosofia da Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1979) e doutorado em Educação: Filosofia da Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1985). Atualmente é Professor Titular da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo - FE - USP. Coordena (em parceria) o GEPEFE - Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Formação do Educador desde1989, junto ao programa de Pós Graduação em Educação - FEUSP. Foi coordenadora do Programa de Pós Graduação em Educação na FE-USP (1997/99) e Diretora da FE-USP (2002 - 2005). Foi Pró Reitora de Graduação da USP (2006 - 2009). Atuou como Membro do Comitê de Avaliação da área de Educação junto à CAPES (2001-2003). É Membro do GT Didática da ANPEd - Associação Nacional de Pós Graduação e Pesquisa emEducação, do qual foi coordenadora (1996 - 1999) e representou-o como Membro do Comitê Científico da ANPEd (por quatro anos). Tem experiência na área de Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: formação de professores, didática, pedagogia e pesquisa educacional. As pesquisas mais recentes são no campo da Pedagogia Universitária e Docência no Ensino Superior. É Pesquisador 1 A CNPq.

1.Neste parágrafo Pimenta apresenta um breve histórico do seu artigo.
2. A autora apresenta neste parágrafo a proposta do seu trabalho.
3. Neste parágrafo a autora traça um breve histórico do movimento reflexivo de 1990.
4. Neste ponto do texto Pimenta relata algumas das atividades que Schön realizou até 1998.
5. A autora apresenta o movimento de reflexão na ação e reflexão sobre a reflexão naação.
6. Pimenta trata da valorização que Schön dá à prática na formação de professores.
7. Neste parágrafo Pimenta ressalta que as mudanças geradas por Schön impulsionaram o conceito de professor reflexivo.
8. A autora cita que as criticas dadas às idéias de Schön desencadearam muitas pesquisas oportunas a área de formação de professores.
9. Neste parágrafo Pimenta apresenta as primeirasquestões tematizadas ao currículo dos professores.
10. A autora aborda sobre como o contexto de formação continuada ganhou força.
11. Pimenta trata da prática reflexiva como uma tendência significativa nas pesquisas de educação.
12. Pimenta apresenta uma preocupação de alguns autores sobre a reflexão, se ela não seria individualista.
13. Neste parágrafo Pimenta traz algumas criticas de autores aSchön.
14. Neste parágrafo a autora apresenta uma critica de Zeichner (1992) ao conceito de professor reflexivo.
15. Pimenta aponta que para ela o saber do professor não é apenas práticas, mas prática e teoria juntas.
16. Neste parágrafo a autora aborda sobre a prática reflexiva dos professores.
17. Pimenta cita Contreras (1997) onde este autor realiza uma análise critica da epistemologia daprática reflexiva.
18. Neste parágrafo Pimenta aborda a concepção de professor como investigador, desenvolvida por Stenhouse.
19. A autora neste ponto do texto expressa sua aceitação às criticas dos outros autores sobre o “professor investigador”, destaca ainda a necessidade de uma perspectiva critica.
20. Neste parágrafo a autora apresenta que além das criticas ao professore reflexivo há umagrande fertilidade para novos conceitos.
21. Neste ponto do texto Pimenta apresenta duas questões fundamentais para a Reflexão individual à coletiva.
22. Pimenta menciona Gimeno (1999) para falar da prática e teoria como plano de subjetividade.
23. Neste parágrafo Pimenta trata que a teoria como cultura objetivada é importante para a formação do docente.
24. Sobre a reflexão coletiva Pimenta...
tracking img