Portugal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 404 (100966 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
www.LivrosGratis.net

1

O LEGADO DA ESPADA DE SANGUE 2
O SenhOr dO TOrmenTO
Oito cavaleiros mercenários, cada um deles nascido bastardo, cada um
deles forçados por inexprimíveis torturas em um cárcere sarraceno, cada um deles
selado com a marca da espada por toda a vida. Cada um de seus destinos
marcado por uma mulher.
Foi sussurrado ao longo das fronteiras que os cavaleiros dodemônio, os
quais cavalgavam sobre negros cavalos, levando negras armaduras e esgrimiam
negras espadas, matariam a qualquer homem, mulher ou menino que se atrevesse
a olhá-los.
Foi sussurrado que sua lealdade era só para uns aos outros e ninguém
poderia dividi-los, não havia suficiente ouro ou prata no Reino para comprar seu
juramento.
Era bem sabido que cada um deles não foi tocado pela mão deDeus, mas
sim pelo próprio Lúcifer.
Foi sussurrado também, mas só pelas mais valentes das almas, que cada
Espada de Sangue estava destinado a encontrar a uma única mulher em toda a
Cristandade, que arcaria com ele e somente seus filhos, e até que a mulher fosse
encontrada, ele batalharia e devastaria a terra...

Disponibilização: PRT
Revisão Inicial: Raquel Barros
Revisão Final: Lu MachadoVisto Final: Kátia Maria
Projeto Revisoras Traduções

2

Wulfson de Trevelyn, cavaleiro de confiança de William o Conquistador1,
nunca encontrou um homem ao qual não pudesse derrotar. Mas na tempestuosa
jovem viúva Tarian de Trent, conhecida como Lady Guerreira, Wulf pode ter
encontrado finalmente sua igual.
Tendo sido ordenado pelo rei para conter a disputa armada entre Tarian e o
tiode seu falecido marido, Wulfson captura a dama, mas cai cativo ele mesmo na
sua sombria e sedutora beleza.
Para desgosto de Lady Tarian, entretanto, nem sequer seu espírito lutador
nem suas artimanhas são suficientes para dobrar Wulfson à sua vontade. Ela jura
que não será a perdedora de sua apaixonada batalha, mas seu próprio desejo por
esse irresistível estranho ameaça seu corpo, sua vidae seu coração.

1

Nota PRT: Rei inglês (1066-1087), nascido em Falaise, Normandia, ficou também conhecido como William, o Bastardo ou William da
Normandia e Guilherme, o conquistador. Tornou -se duque da Normandia (1035) e foi respeitado como um os maiores soldados da Idade
Média.

3

Prólogo
01 de maio 1067
Draceadon, Mercia2

Os

ornamentados candelabros ardiam brilhantementeao longo das
paredes de pedra do opulento quarto iluminando-a e, com todas suas vívidas
cores, pareciam com uma coroa incrustada de pedras preciosas. O mobiliário
delicadamente esculpido que invejaria um rei, honrava os grossos tapetes de lã,
mas o que atraiu sua atenção quando entraram no aposento foi o enorme leito.
Apesar de que as pesadas cortinas estavam fechadas entre os elaboradosquatro
dosséis, os profundos roncos do ocupante invadiram o luxuoso quarto, alertando a
qualquer um de uma presença próxima.
Era seu noivo desertor, o Conde Malcor de Dunloc.
A bílis no ventre de lady Tarian subiu. Tomou ar e exalou mais lentamente,
escutando atentamente, assegurando-se que sua respiração era a de um homem
no meio do profundo sono. Com os dedos acariciou o punho de couro de suaespada, ansiosa para ver a ação realizada.
Uma vez que sua discreta inspeção da habitação mostrou que não existia
nenhuma outra via de fuga senão o grosso portal de carvalho que acabava de
atravessar, e que seus homens estavam em posição, Tarian deu uma olhada em
Gareth, o capitão da guarda, que agarrava o esmerado criado do conde. A afiada
lâmina da espada estava nivelada perfeitamentecontra o pescoço do criado.
Assentiu com a cabeça a seu capitão antes de voltar-se para a cama coberta.
Apesar da dificuldade da malha, Tarian deslizou um passo para mais perto
da cama. Pressionou a ponta da espada na abertura do tecido e pouco a pouco a
empurrou para um lado. Só o alaranjado rubor de vela de sebo e uma pálida pele
de homem de costas brilhavam no espaço escurecido.
Um nó se...
tracking img