Politica publica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (652 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Democracia, incrementalismo e "inércia administrativa"

É inegável que o incrementalismo ou método do "salir del paso", proposto por Charles E. Lindblom em seu artigo publicado em 1959, deve fazer(e já faz) parte da realidade dos policy makers em todo o mundo, uma vez que propõe uma forma de governar muito viável para manter a estabilidade política, um valor fundamental de qualquer democracia.Essa nova forma fazer políticas públicas baseia-se na ação "tímida", incremental, para mudar a realidade, opondo-se a formas revolucionárias ou bruscas de mudança da situação. Dessa forma, a análiseda realidade proposta pelo incrementalismo está bastante distante do que prega o modelo "racional-exaustivo", defendendo a idéia de que a completude de qualquer análise é inalcançável, sendo,portanto, inútil tentar chegar a ela; Lindblom defende uma análise mais prática e objetiva, que não tenha pretensões de abarcar o problema e suas causas como um todo, mas apenas o necessário. Assim, oanalista corre menos risco de "perder-se" em alguma etapa da produção de uma política pública, condenando-a, assim, ao fracasso.

O incrementalismo, por adaptar-se extremamente bem ao conservadorismo, namedida em que defende mudanças apenas graduais na ordem vigente, é um método de governar muito presente na política mundial e tende a ser maior nos países em que os governos ainda são controlados, emgrande parte, por uma elite. No entanto, governos de centro-esquerda, como o que estamos vivendo agora, têm o incrementalismo como base de suas ações. Até porque, a história já mostrou, não é muitointeligente arriscar-se a fazer mudanças drásticas, sobretudo na ordem socioeconômica. A falta de "incrementalismo" do governo João Goulart, ao propor as reformas de base, foi um dos fatoresdeterminantes para o golpe militar. Obviamente, nossa democracia atual encontra-se num estágio muito mais desenvolvido e estável do que em 1964, de modo que é impensável um novo golpe de Estado (pelo menos,...
tracking img