Politica fiscal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2122 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
POLÍTICA FISCAL
Dilma: política fiscal consolidada é arma contra crise
A presidente Dilma Rousseff disse nesta quinta-feira que o Brasil tem bancos fortes e uma política fiscal consolidada como armas para resistir aos efeitos da crise econômica internacional.
"É isso que nos torna fortes hoje: é nós termos o mercado interno da proporção que nós temos... (e) porque temos bancos fortes, porquetemos uma política fiscal consolidada, porque temos reservas internacionais", disse Dilma durante anúncio de investimentos do programa PAC Mobilidade Urbana Grandes Cidades em Curitiba (PR).
"Nós temos condições de resistir a esse momento que foi muito grave, que tem sido sistematicamente grave, porque parece que não há... uma convicção política uniforme entre os diferentes líderes em como lidarcom essa crise internacional".
A declaração de Dilma, na semana seguinte à sua viagem pela Europa na qual a crise financeira foi tema dominante, ocorre no dia em que o Parlamento da Eslováquia aprovou um plano para impulsionar o fundo de resgate europeu --último membro da área comum a fazê-lo, após tentativa frustrada na véspera que derrubou os mercados globais.
Durante o evento, Dilmaanunciou recursos na ordem de 2,250 bilhões de reais para sistemas de transporte da capital paranaense, que será uma das sedes da Copa do Mundo de 2014.
Dilma defendeu, novamente, investimentos em infraestrutura --uma das principais reclamações de empresários interessados em investir no país-- e afirmou que o governo seguirá sério em relação à economia, sobretudo a inflação.
"A gente tem quecontinuar firme, macroeconomicamente muito sérios, muito prudentes, dando passos que a gente pode dar com as nossas pernas, olhando a inflação com um olho e o crescimento com outro", disse.
(Por Hugo Bachega)
Análise de Entendimento: Segundo a reportagem, nossa presidente Dilma, esta convicta que a politica fiscal do nosso país está consolidada, ou seja, estavél sem riscos de mudar, e que os tributosarrecadados são bem implantados, como por exemplo, dito na reportagem, no transporte público.

POLÍTICA MONETÁRIA
Conceito: É atuação do governo sobre a quantidade de moeda e títulos públicos na economia.
Reportagem:
A política monetária não basta para conter o crédito

A alta dos juros cobrados pelas instituições financeiras, sobretudo nas linhas de maior risco, como o cheque especial,ainda não foi suficiente para refrear o crédito, que cresceu 1,1%, entre junho e julho; 8,7%, na comparação entre os primeiros sete meses de 2010 e 2011; e 19,7%, nos últimos 12 meses - bem acima da inflação, portanto. Ao afirmar que a desaceleração dos financiamentos está em curso, o Banco Central (BC) dá ênfase a algumas modalidades, mas não ao conjunto das operações. Entre junho e julho, arelação crédito/Produto Interno Bruto (PIB) aumentou de 47,1% para 47,3%, com alta de 2,7 pontos porcentuais nos últimos 12 meses.
Entre as operações que mais cresceram, destacou-se o crédito imobiliário, com 3,5% no mês, 24,9% no ano e 49,2% em 12 meses. O conjunto dos empréstimos de valor superior a R$ 50 mil foi o que mais cresceu (41%, em 12 meses, ante 16% das operações entre R$ 5 mil e R$ 50 mil).O aumento das operações de crédito livre, de 0,9%, no mês, e de 17,8%, em 12 meses, foi o mais moderado. A participação do crédito consignado, por exemplo, diminuiu de 61% do total do crédito pessoal, em dezembro, para 58,9%, em julho, mas em termos nominais não houve redução.
Por ora, não foi atingido o objetivo do BC de limitar a expansão do crédito, neste ano, a 10% a 15%. Mesmo admitindoalguma desaceleração, o crescimento anualizado, em julho, ainda foi de 15,4% ao ano, conforme os cálculos da LCA Consultores.
Entre julho de 2010 e julho de 2011, a taxa média de juros cobrados nos empréstimos às pessoas físicas aumentou 5,2 pontos porcentuais, de 40,5% ao ano para 45,7% ao ano. Os juros do cheque especial chegaram, no mês passado, a 188% ao ano, alta de 17,3 pontos porcentuais...
tracking img