Plataformas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1521 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Tipos de Plataformas
Sistemas Submarinos, Eng. de Petróleo UFES 2012/2

Grupo: Amanda Bisinoto Kerolaine Antoniol Héllen Diovana Mariana Dias Pena Mirelly Viana

Plataformas Fixas:
 Gravidade/ Jaquetas

 Tem a finalidade de produzir petróleo até

400 metros. Podem operar sozinhas (mandando óleo diretamente para a terra através de tubulação) ou com navio

acoplado à plataforma. Esforços principais:
 Correntes;

 Ondas;

 Peso Próprio;

 Vento;

 Perfuração do solo e prospecção de petróleo.

Plataformas Fixas tipo Jaquetas:


Consistem basicamente em:
Uma estrutura tubular chamada jaqueta cujas pernas servem de gabarito para a cravação das estacas e de contraventamento lateral das mesmas;

1.

2.

Estacas que são cravadas no fundo do mar,ancorando a jaqueta, com o

objetivo de resistir aos esforços provenientes das ondas, vento etc.

3.

Conveses que se interligam com a jaqueta, sendo a parte realmente útil da estrutura. (Figura 1).

4.

Feita de A e/ou concreto

Transporte:
O tipo de transporte dependerá do tamanho das plataformas:


grandes -> são arrastadas até o local por flutuadores



Pequenas -> de até 50metros, são içadas até o local.

(Figura 2: Tipos de transportes)

Fig. 2 - Tipos de transportes.

Plataformas Fixas de gravidade:
1.

Destinadas para águas rasas;

2.

Utiliza a força da gravidade para fixá-la na locação;

3.

São fabricadas de concreto e/ou aço.

Transporte e construção:

Transporte e construção:

Transporte e construção:

Projeto dasPlataformas:
 Leva-se

em conta:

Finalidades das plataformas;

Área onde se situará a plataforma;
Profundidade da lâmina d’água; Número de poços; Altura dos conveses;

Projeto das Plataformas:
Subsistemas que abragem todas as fases envolvidas no projeto:


PREPLA – Responsável pela geração de todas as características de geometria, topologia e rigidez da estrutura.



CARMAR –Responsável pelo cômputo das cargas impostas pelas ondas, correntes marinhas, vento e gravidade.



SOLO – Responsável pelo fornecimento da rigidez do solo nos pontos de iteração com a plataforma.



SAP IV – Programa núcleo que, com os dados dos três subsistemas acima, analisa a estrutura.

 POSPLA – Responsável pela apresentação dos resultados gerados pelo
programa-núcleo.  JUNTA –Responsável pelo cômputo das tensões agentes nas juntas.  ESTACA – Responsável pelo projeto das estacas.  CONSTRU – Responsável pelo desenvolvimento dos procedimentos de

montagem, construção e manutenção da plataforma.

Plataforma Fixa de Mexilhão
•A

maior estrutura metálica já construída no Brasil. Altura: 182 m Base: 70 mx70 m Topo: 40 mx40 m Lâmina d’água: 172 m

Fig. 3 –Estrutura metálica de Mexilhão

Construída no estaleiro de Mauá.  Opera: Bacia de Santos.  Transporte por barcaças e cravada ao fundo do mar.


Fig. 4 – Construção da Jaqueta de Mexilhão.

Transporte da jaqueta

Lançamento da Jaqueta

Plataforma Auto-elevatória (“Jackup”)
Principais Características:


São unidades móveis que, quando em operação, abaixam as pernas e apóiam-se nofundo do mar; São constituídas, basicamente, de uma balsa equipada com estruturas de apoio, ou pernas, que acionadas mecânica ou hidraulicamente movimentam-se para baixo até atingirem o fundo do mar;





Em seguida, inicia-se a elevação da plataforma acima do nível da água, a uma altura segura e fora da ação das ondas;

Plataforma Auto-elevatória (“Jackup”)


Pernas: CILINDROS ouJAQUETAS; Em águas profundas a estrutura com jaquetas é mais eficiente pois este tipo de perna é mais resistente à flambagem e mais “transparentes” às ondas; Estabilidade da plataforma.





Fig. 5 - Plataforma Auto-elevatória

Plataforma Auto-elevatória (“Jackup”)
Finalidades:


Prospecção e instalação de plataformas fixas; Geralmente são usadas para perfurações em águas rasas,...
tracking img