Planejamento agregado

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1181 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
RESUMO DO LIVRO - A ARTE DA GUERRA




O livro “A arte da guerra” é uma obra escrita pelo guerreiro filósofo chinês Sun Tzu, que descreve as estratégias militares. A lição que se tira do livro é que essas estratégias podem ser aplicadas tanto por exércitos contra exércitos, como também no mundo dos negócios onde as empresas estão buscando sempre vencer os seus concorrentes. Apesar deser um livro puramente militar, os conselhos e ensinamentos nele expostos podem ser perfeitamente adaptáveis ao mundo dos negócios e das empresas. O livro traz de forma análoga a uma empresa conceitos como: exército, terreno, inimigo e comandante, que no mundo dos negócios estes termos foram substituídos por empresa, ambiente, concorrência e líder. O livro arte da guerra dividi-se em trezecapítulos, o primeiro é intitulado como “Estudos preliminares”, que enfatiza a importância do planejamento antes de dar início a qualquer ação. É necessário avaliar cinco fatores fundamentais: a influência moral, o clima, o terreno, o comando e por fim a doutrina, esses fatores devem ser analisados com o maior cuidado para que nada saia errado. O segundo capítulo é “A guerra”, que relata a necessidade dese ter rapidez e eficiência nas ações para que com isso conserve energia e recursos, minimizando assim os desgastes. O principal objetivo da guerra é a vitória, e nunca as prolongadas operações. “Plano de ataque” é o terceiro capítulo, nele refere-se à importância de manter o estado intacto, pois é de suma importância conhecer o inimigo e a nós mesmos, pois um exército confuso conduz o adversário àvitória. O ideal seria vencer a batalha sem ao menos lutar. Segundo Sun Tzu, “se te desconheces e ao teu inimigo também, é certo que, em qualquer batalha, correrás perigo”. O essencial é que nos conheçamos e conheçamos a concorrência, os pontos fortes e fracos, sem que nos sujeitemos a riscos, para que a estratégia seja traçada em alicerces firmes, onde o administrador é o general e o Estado é aempresa, onde dependendo de sua preparação levará ao sucesso ou ao fracasso. O quarto capítulo refere-se as “Disposições”, neste mostra que o segredo para a invencibilidade está no poder da defesa, e a possibilidade de vitória está no ataque. “Autoridade” diz respeito ao quinto capítulo, nele foi visto as várias formas de ataque e defesa, neste mostrou que controlar muitos é quase igual acontrolar poucos depende apenas da organização do grupo em ação. Em comparação ao mundo dos negócios não é diferente, para que a empresa seja bem organizada foi visto que gerenciar muitas pessoas é o mesmo que gerenciar um pequeno grupo. O sexto capítulo refere-se aos “Pontos fracos e fortes”, como ponto forte é visto que quem conhecer primeiro o local de batalha sairá na vantagem, porque estará mais àvontade em relação a quem chegar mais tarde, pois esse terá que de imediato partir para o combate e já se cansar, conclui-se que é fundamental poupar sua energia e induzir o inimigo a esgotar a dele. Numa empresa devemos conhecer todos os pontos fortes e fracos da concorrência, nunca revelar a estratégia de ataque, desta forma, saberemos onde dispor de maior força como também como enfraquecer osconcorrentes pelo fato de terem que separar suas forças por medo de uma investida repentina. “Movimentos estratégicos” é o sétimo capítulo, esse dá importância à organização no campo de batalha, é necessário manobrar as dificuldades que aparecem no percurso para com isso alcançar o sucesso. É essencial que o comandante ou o líder conheça as condições do caminho a ser seguido e drible os perigos paraassim comandar com êxito um exército ou uma empresa. Dando sequência vem o oitavo capítulo, que relata os “Nove fatores variáveis” que são: nunca se deve acampar em terreno baixo; não ignore a arte de negociar em terreno próximo; não permanecer em terreno pobre; planeje uma fuga em terreno fechado; em terreno onde haja situação desesperadora, lute até a morte; há algumas estradas que não devem...
tracking img