Budismo e existencialismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2204 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Alguns tópicos sobre Budismo e suas relações com o Existencialismo

Das inúmeras religiões existentes, o Budismo, hoje, possui de 230 a 500 milhões de adeptos ao redor do planeta. É considerada a quinta maior religião do mundo. Diferente da maioria das religiões que possuem toda uma construção e estrutura em suas crenças, o Budismo é uma das mais simples de serem praticadas, talvez, sendo porisso, que comporta essa exuberante quantia de seguidores. Muito dos seus praticantes definem a religião budista como uma filosofia para a vida, em vez de uma religião instituída. Pode-se comparar, por exemplo, a uma série de ensinamentos passados ao longo das gerações para a vivência no meio; a melhor forma de agir diante de determinadas situações; como se comportar com o desfecho dessas. Diante deum mundo conturbado em que vivemos na atualidade, com constantes tribulações, desespero, preocupações excessivas, stress, entre outras situações que causam amargura e cólera, técnicas simples e eficazes, como a meditação, são vistas como uma alternativa para melhorar a qualidade do viver, entrando aí a grande repercussão desse exercício religioso pela sua simplicidade e prática.
SiddharthaGautama, ou mais comumente conhecido como Buda, teria vivido por volta de 2500 anos atrás no nordeste do subcontinente indiano, onde desenvolveu e exerceu suas práticas e ensinamentos. Filho de família nobre da época, Buda nasceu rodeado de privilégios, onde nada poderia lhe faltar. Seu pai era o rei da localidade e detinha todo o poder e os fins dos bens de produção. Ao nascer de Buda, o pai consultouos sacerdotes da religião da época para saber o que previam do futuro do garoto. De acordo com os conhecimentos dos religiosos, o garoto teria um grande diferencial de todos os que já tiveram nascido. Seu potencial para o seguimento da iluminação espiritual seria iminente. O pai não desejava que seu filho se tornasse um guia espiritual, já que assim, não haveria alguém preparado para a suasucessão de poder. Portanto, o rei procurou manter Siddhartha no palácio ao longo de todo o seu desenvolvimento, satisfazendo as suas necessidades e desejos. Mesmo com todas as regalias de um príncipe, o pai de Siddhartha sempre percebia que seu filho não se interessava muito pelos prazeres proporcionados a um nobre, e sim, nas questões relacionadas a vida e a morte. Quando pequeno Siddhartha presencioudiversas cenas que acabaram por lhe intuir um dos conceitos mais significativos do budismo, o de Carma, onde toda ação provoca uma consequência sobre quem à fez. Buda sentia-se, constantemente, insatisfeito, e o que lhe chamava mais atenção era o que poderia haver fora dos muros do palácio. Com isso, planejou uma fuga para contemplar a vida fora da sua realidade. Esse momento é considerado um dosmais importantes na trajetória do fundador do budismo, pois é a partir dele que Siddhartha decide o seu destino. Ao sair, ele se depara com quatro situações que foram cruciais para a intuição de seus fundamentos. A primeira foi a visão de um ancião de pele enrugada, movendo-se lentamente, o que o fez chegar a conclusão de que todos iremos envelhecer. A segunda a de um enfermo, que sofriaarduamente com as dores provocadas pela doença. Isso o demonstrava que todos adoeceriam de algo e, ou, sofreriam de alguma enfermidade. A terceira foi a de um cortejo fúnebre, onde o morto era carregado por familiares, amigos e conhecidos que choravam sua perda, fazendo-o concluir que todos morreremos. E por fim, a quarta, onde viu um homem maltrapilho, errante e pedinte de esmolas, mas que apesar dascondições, demonstrava feições radiantes e bastante serenidade. Esse sujeito era um monge em busca do conhecimento espiritual, intuindo-o que havia alguma solução diante de todos esses determinismos da vida. Siddhartha voltou para o palácio pasmo da realidade que era escondida de seus olhos, decidindo largar toda a vida de privilégios em busca da solução para o sofrimento que existe no mundo. O...
tracking img