Pensar o ensinar e aprender com deleuze educador

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4397 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ
PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO
DEPARTAMENTO DE PESQUISA

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA – PIBIC CNPq e PIBIC UFPA


RELATÓRIO TÉCNICO - CIENTÍFICO

Período: Agosto / 2011 a Agosto / 2012
( ) PARCIAL
(X) FINAL




IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO


Título do Projeto de Pesquisa: Pensar a Educação com Deleuze

Nomedo Orientador: Cezar Luís Seibt

Titulação do Orientador: Doutor em Filosofia

Departamento: Faculdade de Educação

Unidade: Cametá

Laboratório:

Título do Plano de Trabalho: Pensar o Ensinar e Aprender com Deleuze Educador

Nome do Bolsista: Edimar de Jesus Gomes Pantoja

Tipo de Bolsa: PIBIC/UFPA ‐ Campi do Interior


INTRODUÇÃO


Na atualidade, deparamo-nos compropostas educacionais que diminuíram substancialmente o espaço da experiência entre os saberes e práticas educacionais, em favor de um controle da pratica educativa. Diante desta constatação, a presente pesquisa vem discutir a problemática relacionada a um novo pensar para a educação, feita a partir da produção de Deleuze, um convite para re-pensar a educação e, assim, exercitar um estilo de se fazerfilosofia da educação. Propor exercícios que nos faça pensar numa nova filosofia da educação baseada numa perspectiva criativa. E ainda, pensar uma educação comprometida com a transformação das questões referentes ao processo educacional contemporâneo. Procuramos mostrar alguns elementos do seu pensamento, distinções realizadas por ele, que podem fazer relação com temáticas do mundo do ensinar eaprender.
Deleuze não se dedicou especificamente à reflexão sobre a educação, mas as ideias, os conceitos e as posições dele, mesmo não tratando diretamente com as questões educacionais, podem nos fazer refletir sobre os nossos próprios problemas pedagógicos. O autor foi educador durante sua vida profissional e estava, por isso, envolvido com problemas relacionado ao ensino e aprendizagem.Compreendemos que aquilo que foge da previsão das pedagogias pode ser experiência que produza um novo pensar. Deleuze foi alguém que pensou e buscou construir uma filosofia da diferença, um novo pensar, um pensamento do acontecimento, uma alternativa ao pensamento, no sentido de que você tem um pensamento que se constrói como tradição, como pensamento da representação, na busca de umoutro pensamento. A sua filosofia da diferença pode nos fazer repensar o fenômeno a que nos referimos. Entendo por filosofia da diferença a perspectiva filosófica que se desenvolveu a partir dos desafios lançados por Deleuze: uma filosofia atenta à diversidade, a uma noção de verdade como construção do pensamento, que não busca os fundamentos do real, mas sim as multiplicidades que o constituem. Maspensar esse novo cenário, na visão de Deleuze, necessita de um novo paradigma de conhecimento e de pensamento que favoreça a desconstrução dessa forte influência do pensamento tradicional da representação, imposto pela fragmentação histórica enquanto campo de produção de saberes, que predomina até os dias de hoje, como por exemplo, nos currículos da maioria dos cursos. Para Gallo (2008), opensamento de Deleuze é uma alternativa a isso, um convite para pensar de outro modo: pensar no múltiplo no lugar de pensar no uno. Um convite para, “mais do que pensar o múltiplo, vamos fazer o múltiplo, vamos fazer a multiplicidade”. Na perspectiva de Deleuze, esse re-pensar ganha significado relevante para que torne possível pensar, novamente, a educação, possibilitando a realização de um processoeducacional muito mais adequado com a contemporaneidade.
Conforme Gallo, mais do que ser outro ponto de vista, a filosofia deleuzeana nos permite ver outros fenômenos que a filosofia da representação não possibilita, ou seja, nos permite pensar de outra forma, e daí ser interessante pensar a educação a partir dessa filosofia, inclusive a Filosofia da Educação, tentando sair do que Deleuze...
tracking img