Pedofilia - artigo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1969 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
PEDOFILIA E SUAS CONSEQUÊNCIAS À VÍTIMA
Camila Cortellete Pereira da Silva1; Daniela Devico Martins Pinto1; Rute Grossi Milani2.

RESUMO: A pedofilia consiste em um distúrbio de conduta sexual, considerado uma perversão de caráter compulsivo e obsessivo, apresentado por adultos com uma atração sexual, exclusiva ou não, por crianças ou adolescentes. O abuso pode ser caracterizado como umcomportamento desviante denominado parafilia. O presente estudo busca, com base na revisão de literatura, identificar as conseqüências desse comportamento desviante do agressor à vítima. Para a realização deste estudo foi utilizada a pesquisa bibliográfica de literaturas nacionais, disponível nas bases de dados eletrônicas scielo, pepsic e lilacs, buscando-se extrair as contribuições mais significativas arespeito das implicações que o abuso sexual 1 infantil causa à vítima, mostrando sua gravidade e con seqüências tanto de curto, quanto de longo prazo. Essa delimitação é de grande importância para a sociedade, como forma de proteção para a criança, contribuindo para o esclarecimento sobre a necessidade de proteger, cuidar e ouvir as crianças. Encontrouse com maior incidência, consequências como aperda da auto-estima, a desconfiança no adulto e, ainda, o risco aumentado para a manifestação de graves problemas emocionais, sociais e sexuais na vida adulta. Portanto, a criança que sofre abuso precisa não só do restabelecimento de sua integridade física e psíquica, mas de proteção, assistência familiar e principalmente ser afastada do agressor.

Palavras chaves: Abuso sexual infantil; violênciacontra a criança; Prevenção; Sequelas.

1.

INTRODUÇÃO

Segundo Araújo (2004), o abuso sexual infantil é definido como a exposição de uma criança a estímulos sexuais impróprios para a sua idade, onde o adulto ou adolescente mais velho submete a vítima, com ou sem o seu consentimento, a satisfazer ou estimular seus desejos sexuais, impondo pela força física, ameaça, sedução com palavras ou ofertas depresente. De acordo com o Manual Diagnóstico e Estatístico de transtornos mentais, o abuso sexual pode se caracterizar como um comportamento desviante denominado parafília, que são caracterizadas por impulsos sexuais intensos e recorrentes, modulados por fantasias e manifestações de comportamentos não convencionais. De acordo com Gabel (1997), o abuso sexual infantil acarreta sérios problemas paravitima podendo ser de cunho psicológico, físico e social. As implicações desta agressão dependem de diversos fatores que se intrincam, já que não é possível falar de
1

Discentes do Curso de Psicologia. Departamento de Psicologia do Centro Universitário de Maringá – Cesumar, Maringá – Paraná. Bolsista do Programa de Bolsas de Iniciação Científica do Cesumar (PROBIC) cah_cortellete@hotmail.com;danidevico@hotmail.com 2 Orientadora e docente do Curso de Psicologia do Centro Universitário de Maringá – Cesumar, Maringá – Paraná. rute@cesumar.br

um trauma infligido à criança sem relacioná-lo com o contexto em que ocorre. As consequências deste crime podem aparecer de formas distintas na vida da criança, variando de acordo com o tipo de indução ao ato, com sua periodicidade, com o numero deagressores envolvidos e até mesmo a reação dos adultos mais significativos para a vítima ao fato. Quando o adulto oferece o devido apoio à criança, não intensificando o seu sofrimento e apostando em sua capacidade de superação, facilita o enfrentamento da criança à situação, na qual ela mais facilmente elabora internamente o horror vivido podendo diminuir as sequelas danosas do abuso em sua vida (SAYÃO,2006). Devido ao fato da criança não ser preparada psicologicamente para o estímulo sexual, e mesmo não sabendo da conotação ética e moral desta atividade, acaba desenvolvendo problemas emocionais após a violência, por não possuir habilidade diante dessa estimulação (BALLONE, 2003). As crianças reagem com um estado de estresse revelado pela agitação, choque ou pelo recuo, “uma anestesia afetiva...
tracking img