Paracetamol

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1570 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Paracetamol

Ferreira, B; Mesquita, H.
Universidade Trás-os-Montes e Alto Douro
Escola Ciências da Vida e do Ambiente
Licenciatura Química Medicinal

Resumo

Palavras Chaves: * Paracetamol * Acetanilida * Fenacetina * SCP-1 * Necrose hepática | Quando no século XIX a comunidade científica procurava fármacos analgésicos e antipiréticos descobriram-se três moléculas com o mesmoefeito, a acetanilida, a fenacetina e mais tarde o paracetamol. Mas quando se tem mais que um fármaco com o mesmo objectivo recomenda-se o de maior eficácia, e neste caso foi o paracetamol que se tornou um dos analgésicos mais procurados. Estudos posteriores demonstraram que afinal este fármaco não era assim tão eficaz e que poderia trazer graves problemas ao organismo humano, nomeadamenteproblemas a nível do fígado. Mas qual a actuação do paracetamol para levar a problemas a nível da saúde? E o que está a ser feito para que haja uma redução desta toxicidade?Felizmente, nos dias de hoje, com os avanços da indústria farmacêutica foi possível criar um fármaco análogo ao paracetamol, o SCP-1. Esta molécula no interior do nosso corpo e rapidamente metabolizada noutras substâncias com o fim dealiviar a dor, mas com uma reduzida toxicidade em comparação com o paracetamol. |

Introdução
Nas últimas décadas do século XIX ocorria uma busca por fármacos capazes de reduzir a febre no tratamento de infecções, de maneira a eliminar como recurso os compostos naturais (casca de salgueiro por exemplo), pois estes por vezes eram economicamente desfavoráveis.
Várias drogas alternativas aestes recursos naturais começaram a ser testadas, destacando-se em especial a acetanilida (C8H9NO) , em 1886, e a fenacetina (C10H13NO2) em 1887. Ambas apresentavam efeitos analgésicos e antipiréticos. Em 1893 foi sintetizado um novo composto, o paracetamol, que tal como as anteriores, apresentava propriedades antipiréticas e analgésicas, actuando na inibição da síntese das prostaglandinas, mediadorescelulares responsáveis pelo aparecimento da dor.
Em 1895 através de vários estudos, concretizados pelos investigadores Bernard Brodie e Julius Axelrod, foi constatado a presença de paracetamol em pacientes que ingeriram a fenacetina, e também o mesmo aconteceu em 1899 com a acetanilida. Assim Brodie e Axelrod, em 1948 mostraram que era o paracetamol o principal produto do metabolismo dafenacetina e da acetanilida, e que este não continha a toxicidade da amida acetanilida.
Com todos os estudos feitos pelos dois investigadores os laboratórios McNeil introduziram o comprimido de 500mg do paracetamol no mercado farmacêutico britânico. A partir dessa data, esta droga adquiriu uma enorme popularidade, e ainda nos dias de hoje é o analgésico e antipirético mais procurado e utilizado no ReinoUnido. O Paracetamol, em comparação com o fármaco ácido acetilsalicílico (AAS) não tem tantos efeitos nefastos para órgãos como o esófago, estômago, intestino, e pode ser indicado a crianças e bebés ao contrário do AAS.

Discussão
É uma falácia considerar que um medicamento possa ser inofensivo. Pois sendo uma substância estranha ao organismo, qualquer fármaco irá causar inevitavelmente umrisco para o organismo, mesmo sendo administrado de modo terapêutico. O paracetamol não é excepção, e apesar da sua popularidade e das suas potencialidades no alívio da dora, a comunidade científica alerta sobre os riscos que o paracetamol traz para a saúde humana, verificando inúmeros casos de insuficiência hepática nos Estados Unidos, onde os comprimidos de paracetamol são de 1g.
Em entrevista aoUOL News, o toxicologista Anthony Wong, do Centro de Assistência Toxicológica do Hospital Clínicas, admitiu que não percebe como é que o paracetamol ainda continua no mercado.
O toxicologista Anthony Wong afirma que este fármaco não é, como a maior parte da população pensa, uma droga inofensiva pois este causa falência hepática, ou seja, a destruição total do fígado.
Quando o paracetamol...
tracking img