Pancreatite

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1032 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
PANCREATITE
CURSO DE ENFERMAGEM
PROFESSORA CLÁUDIA

POR BRUNA AMÉLIA, ANGÉLICA, NILDA E KLÉBER
PANCREATITE

Trata-se de um processo inflamatório pancreático, de aparecimento súbito (agudo) e etiologia variada, geralmente acompanhada de importante comprometimento sistêmico. Cessada a causa que desencadeou a inflamação, a enfermidade poderá evoluir para a regeneração do órgão, comrecuperação clínica, anatômica e fisiológica ou, então, marchar para sequelas decorrentes da cicatrização do parênquima. Em determinados casos pode provocar a morte.
Geralmente decorrente da ação de enzimas inadequadamente ativadas, que resulta em edema, hemorragia e até necrose pancreática e peripancreática.
Em 1963 o Simpósio de Marselha classificou a doença em: aguda; aguda recidivante; crônica ecrônica recidivante. No final da década de 80, em Atlanta, este conceito foi revisto, sendo desclassificada a forma crônica recidivante. Considerando a evolução anatomofisiopatológica das pancreatites, segundo esta ultima classificação, preferimos substituir o termo recidivante por recorrente. Na prática clínico-cirúrgica e achados necroscópicos, observamos que surtos recorrentes de Pancreatite Agudapodem acometer os portadores de pancreatite crônica ou mesmo, reinstalarem- se no transcurso de uma já estabelecida Pancreatite Aguda. Por outro lado devemos saber distinguir a dor da Pancreatite Aguda e a decorrente da Pancreatite Crônica. Nesta última, a dor resulta do comprometimento dos nervos do sistema nervoso simpático e obstrução canicular (litíase pancreática). Na verdade a pancreatite émelhor classificada em aguda ou crônica considerando-se critérios clínicos ou anatomopatológicos, respectivamente.
TIPOS DA DOENÇA

Há dois tipos que diferem nas causas e nos sintomas, para além do que já foi exposto:
* Pancreatite aguda: pode ser causada pela migração deformação de pequenos cálculos biliares que obstruem a porção terminal do colédoco, interrompendo o fluxo das secreçõespancreáticas. Essa obstrução provoca processo inflamatório intenso e aumento da glândula por causa do edema, ou seja, do acúmulo de líquido em seu interior. O álcool é causa frequente de pancreatites agudas;

* Pancreatite crônica: o álcool ingerido em grandes quantidades e por tempo prolongado determina alterações no parênquima pancreático, caracterizadas por fibrose e endurecimento, comconsequente atrofia do pâncreas. Além disso, o principal duto pancreático (canal de Wirsung), que mede menos de meio centímetro de diâmetro, fica muito dilatado por causa do depósito de cálculos formados principalmente por cálcio em seu interior. Doente com pancreatite crônica pode ter surtos de pancreatite aguda.

DIAGNÓSTICO
Exame clínico e levantamento do histórico do paciente, principalmenteno que se refere ao uso de álcool, são dados importantes para o diagnóstico das pancreatites. Sua confirmação, porém, depende dos resultados dos exames de sangue, de raios X e de ultrassom abdominal.
O diagnóstico é relativamente diferente para os dois tipos:
* Pancreatite aguda: dor abdominal intensa, quase sempre de início abrupto, na região superior do abdômen, que se irradia em faixapara as costas. Parece que é a segunda dor mais forte que alguém pode sentir. Náuseas, vômitos e icterícia são outros sintomas possíveis;

* Pancreatite crônica: dor, diarreia e diabetes, porque o pâncreas vai perdendo suas funções exócrinas e endócrinas. A dor aparece nas fases de agudização da doença e tem as mesmas características daquela provocada pela pancreatite aguda.

CAUSAS

*Existem várias possíveis causas, sendo as mais comuns:
* Pedra na Vesícula Biliar
* Danos causados pelo Álcool
* Traumas

Outras possíveis causas são:
* Hipertrigliceridemia
* Esteroides
* Infecção viral (como caxumba/papeira)
* Hipotermia
* Diuréticos
* Autoimunidade
* Vasculite
* Má formação genética (como Pancreas divisium)
* Problemas...
tracking img