Operadores argumentativos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1194 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE PAULISTA

TRABALHO EM GRUPO





Daniele de Oliveira Pires

RA 1217693












POLO CAETÉS –PRAIA GRANDE/ SP
2012












Operadores Argumentativos

Os operadores argumentativos são elementos existentes na língua, cuja finalidade é representar a argumentatividade, ou ainda, segundo Ducrot, “Operador argumentativo é o morfema quetransforma as potencialidades argumentativas de um enunciado”.
São operadores argumentativos os Conectivos e Advérbios e outras palavras que não se enquadram em nenhuma categoria gramatical.

Tipos de operadores argumentativos
Os operadores argumentativos são utilizados para introduzir vários tipos de argumentos. Os mais comuns são:
• Operadores que introduzem argumentos que se somam a outro, tendoem vista a mesma conclusão: e, nem, também, não só... mas também, além disso, etc.
• Operadores que introduzem enunciados que exprimem conclusão ao que foi expresso anteriormente: logo, portanto, então, conseqüentemente, etc.
• Operadores que introduzem argumentos que se contrapõe a outro visando a uma conclusão contrária: mas, porém, todavia, embora, ainda que, apesar de etc.
• Operadores queintroduzem argumentos alternativos: ou... ou, quer... quer, seja... seja, etc.
• Operadores que estabelecem relações de comparação: mais que, menos que, tão... quanto, tão... como, etc.
• Operadores que estabelecem relação de justificativa, explicação em relação a enunciado anterior: pois, porque, que, etc.
• Operadores cuja função é introduzir enunciados pressupostos: agora, ainda, já, até,etc.
• Operadores cuja função é introduzir enunciados, que visa esclarecer um enunciado anterior: isto é, em outras palavras, seja, etc.
• Operadores cuja função é orientar a conclusão para uma afirmação ou negação: quase, apenas só, somente, etc.

Como forma de exemplificar seu uso nos enunciados, destaco uma peça processual,conhecida no meio jurídico como petição.
Esse documento é a base dequalquer ação judicial ou administrativa.
Todo jurista ou profissional da área faz uso corriqueiramente desta produção textual.
Observa –se ainda que esses textos são riquíssimos quanto ao uso dos operadores argumentativos. Obviamente, já que sua súmula abarca de alegações e narrativas dos fatos com o único intuito do convencimento e argumentação do exposto em questão.
Devo esclarecer que osnomes foram omitidos por razões de direito. Desde já agradeço ao Doutor Alexandro do Prado Firmino que gentilmente cedeu essa peça processual para análise puramente textual. Como forma de facilitar a exemplificação propus grifos em notas que suscitarão na qualificação dos operadores argumentativos ao final do texto.

Texto transcrito em cópia para simples análise.


Processo nº xxxxxxx/2004PROCESSO CRIME

Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx do Estado de São Paulo,Comarca Poá/SP.
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxx, por seu advogado que a esta subscreve, nos autos do processo em epígrafe que lhe move a Justiça Pública, vem respeitosamente, à presença de Vossa Excelência, apresentar, tempestivamente, as ALEGAÇÕES FINAIS, a seguir aduzidos :

Honrado Magistrado!


Em que pese oesforço da honrada e culta Dra. Promotora de Justiça, desenvolvido na r. denúncia e na colheita de provas, data vênia, não restou provada a imputação inicial.

Vejamos:


Afirma a denúncia ter o indiciado xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx, estar no dias dos fatos com arma de fogo, sem o devido porte legal de arma, sendo processado no incurso do artigo 14 da lei. 10.826/03, semautorização e em desacordo com a determinação legal,

Todavia não restaram comprovados tais afirmações.




A própria denuncia narra que o indiciado estava munido de uma garrucha, sem marca aparente, calibre nominal 320, não municiada, para cobrar uma dívida de R$ 15,00 reais. Vale ressaltar que através do remédio heróico – Hábeas Corpus o indiciado foi posto em liberdade para responder o...
tracking img