Obesidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1691 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Corra que a Polícia vem aí, será?
Senhores leitores no nosso último encontro, falamos à respeito do tema “Serviço
policial: As atribuições inerentes a função policial variam em função do sexo?”, fazendo uma
reflexão a cerca do tratamento dispensado às mulheres policiais militares, durante e depois da
formação policial. E também comentamos a respeito, da isonomia do TAF entre os sexos, já quea atividade policial militar era finalística, e não varia em função do sexo.
Hoje falaremos a respeito de uma pesquisa publicada recentemente pela Fundação
Oswaldo Cruz (Fiocruz), que só vem ratificar aquilo que sempre digo durante as minhas aulas:
“A educação física é a mãe de TODAS as atividades operacionais”.
A pesquisa realizada pela Fiocruz, a pedido da Secretaria Nacional de SegurançaPública (SENASP), mostra que dois em cada três PMs que atuam dentro e fora dos batalhões da
PMRJ, estão acima do peso ideal, propensos a doenças ligadas à hipertensão e ao coração. O
levantamento também revela que um em cada cinco policiais são tecnicamente obesos.
A situação da saúde dos policiais militares cariocas, segundo a pesquisa - que ouviu, no
ano passado, 1.108 policiais militares dediferentes escalões - é pior que a média da população
brasileira. As pesquisadoras do Centro Latino Americano de Estudos de Violência e Saúde
(Claves) Maria Cecília Minayo e Edinilsa Ramos, coordenadoras do levantamento, citam dados
da Pesquisa Nacional sobre Saúde e Nutrição, feita pelo Ministério da Saúde, que encontrou
32% da população adulta brasileira com excesso de massa corporal. Oíndice na Polícia Militar
do Rio é de 67%, somando os sobrepesos simples e os obesos.
A pesquisa não faz comparações com as polícias de outros Estados, mas tenho certeza,
de que não há muitas diferenças, se houver, é para pior!
Ten PM Alden – Corra que a Polícia vem aí, será? Página 2
O excesso de peso às vezes inviabiliza até o uso de coletes balísticos, coldres e
fardamentos.
Segundo apesquisa da Fiocruz, a obesidade dos PMs é derivada não só da má
alimentação e do sedentarismo, mas também do estresse diário característico da profissão
policial, o que leva os policiais com esse tipo de problema a estarem sempre sujeitos a riscos de
enfarte durante o serviço.
Isso é um problema gravíssimo, que assombra quase todos os quartéis. Tudo isso porque
há a “imperiosa” necessidadeoperacional de colocar os policiais militares o mais rápido
possível nas ruas, para combater o crime. Os policiais praticamente são empurrados para a
atividade operacional, e nem ao menos tem tempo para “alongar” e se prepararem para a árdua
tarefa de patrulhar as ruas da nossa cidade. Grande parte das Polícias Militares, não possuem
programas sérios de Prática continuada de Atividade física,principalmente, depois da formação.
O relatório mostra, também, que 26,1% dos policiais militares entrevistados
disseram que já foram alertados por médicos de que têm alto nível de colesterol. Para
agravar ainda mais o quadro, um em cada quatro policiais militares dizem não praticar
exercícios físicos. Apenas 13% dizem que se exercitam quatro ou mais vezes por
semana. A pesquisa mostra que quase 40%dos PMs saem do serviço direto para outros
trabalhos, sem descanso. As atividades de lazer - que poderiam ajudar a amenizar este
quadro de adoecimento, diminuindo a fadiga e o estresse provocados pelas condições
desfavoráveis do trabalho diário - ficam limitadas pela baixa condição financeira e pela
preferência por atividades que exigem pouco gasto de energia.
Que são, por ordem depreferência: assistir televisão ou filme (72,6%), dormir (61,8%)
e ir à praia (46%).
A função policial reúne características que são típicas, próprias do trabalho, incomuns a
qualquer outra atividade, e por si só geradoras de estresse, como por exemplo, o baixo salário, a
ausência do profissional na família que leva à desintegração familiar, o contato com ocorrências
graves que deixam marcas...
tracking img