Multiculturalismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2335 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
 
As relações entre sociedade e cultura(s) adquirem hoje uma relevância especial, tanto no âmbito internacional como no contexto latino-americano e nacional. Um novo “olhar”. Uma nova leitura sobre esta realidade vem se desenvolvendo e adquirindo cada vez maior importância e visibilidade.
A questão multicultural hoje preocupa muitas sociedades. O debate é intenso nos Estados Unidos e tambémna Europa. No entanto, na América Latina e, particularmente no Brasil, a questão multicultural apresenta uma configuração própria, uma especificidade. Nosso continente é um continente construído com uma base multicultural muito forte, onde as relações interétnicas têm sido uma constante através de toda sua história, uma história dolorosa e trágica principalmente no que diz respeito aos gruposindígenas e afro-descendentes.
A nossa formação histórica está marcada pela eliminação física do “outro” ou por sua escravização, que também é uma forma violenta de negação de sua alteridade. Os processos de negação do “outro” também se dão no plano das representações e no imaginário social. Neste sentido, o debate multicultural na América Latina nos coloca diante desses sujeitos históricos queforam massacrados mas que souberam resistir e continuam hoje afirmando suas identidades fortemente na nossa sociedade, mas numa situação de relações de poder assimétricas, de subordinação e acentuada exclusão.
A toma de consciência desta realidade, em geral é motivada por fatos concretos que explicitam diferentes interesses, discriminações e preconceitos presentes no tecido social. Uma situaçãoaté então considerada “normal” e “natural”, se revela como permeada por tensões e conflitos, por relações de poder, historicamente construídas marcadas por desigualdades, estereótipos e preconceitos .Os “outros”, os diferentes se revelam em toda a sua concretude. Para muitas pessoas e grupos sociais esta descoberta é altamente ameaçadora. Surgem então comportamentos e dinâmicas sociais queconstróem muros. Física , afetiva e ideologicamente evita-se o contato e criam-se mundos próprios, sem relação com os “diferentes”. Fenômenos desta natureza provocam na sociedade “apartheid’s” sociais e culturais, processos de guetificação que, nas grandes cidades se acentuam e fortalecem. Portanto, a consciência do caráter multicultural de uma sociedade não leva espontânea e necessariamente aodesenvolvimento de uma dinâmica social informada pelo caráter intercultural.
Nesta breve comunicação tentaremos tecer algumas considerações sobre esta problemática e propor alguns caminhos para o desenvolvimento de uma educação intercultural no contexto brasileiro e latino-americano.
Uma questão prévia: multiculturalismo versus interculturalismo
 
No que diz respeito aos conceitos demulticulturalismo e interculturalismo, suas aproximações e diferenças, é possível afirmar que não há consenso na literatura disponível, embora a maior parte dos autores proponham uma “análise semântica” para tentar esclarecer o conflito conceitual entre prefixos como multi, pluri, inter, trans. É importante, portanto, conhecer as principais interpretações destas expressões, analisando até que ponto seassemelham e em que medida se contrapõem. Nos fixaremos exclusivamente nos conceitos de multiculturalismo e interculturalismo.
Uma primeira posição pode ser ilustrada através da posição explicitada por Jordan (1996), Este autor considera que os termos multicultural e intercultural têm sido freqüentemente empregados como sinônimos. É possível afirmar que o termo multicultural é mais comum nabibliografia anglosaxônica, onde o termo intercultural não é usado, enquanto este é predominante na literatura produzida na Europa continental, sendo assumido pelo Conselho da Europa
Uma segunda posição pode ser sintetizada pela perspectiva de Forquin (2000) ao afirmar que o termo multiculturalismo possui, simultaneamente um sentido descritivo e um normativo, ou prescritivo. No primeiro caso, entende...
tracking img