Multiculturalismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1105 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Multicultural é um termo qualificativo. Descreve as características sociais e os problemas de governabilidade apresentados por qualquer sociedade na qual diferentes comunidades culturais convivem e tentam construir uma vida em comum, ao mesmo tempo em que retêm algo de sua identidade “original”. Em contrapartida, o termo “multiculturalismo” é substantivo. Refere-se às estratégias e políticasadotadas para governar ou administrar problemas de diversidade e multiplicidade gerados pelas sociedades multiculturais (HALL, 2003, p. 51).

Em tese, a maior parte das sociedades é multicultural, pois dentro delas existem variedades lingüísticas, religiosas, simbólicas, de gêneros, de etnias. Essas variedades, ou especificidades, vão dar origem ao que Hall vai considerar multiculturalismo, vistoque, deve haver toda uma estrutura de organização adotada com o objetivo de estar sanando problemas derivados do fato desta sociedade ser multicultural. As pessoas nas suas diversidades vão compor o multiculturalismo.

Assim como existem diferentes sociedades multiculturais, Hall (2003, p. 51) apresenta diversos termos “multiculturalistas” para designar estas sociedades. Há o multiculturalismoconservador, que insiste em manter a maioria como centro de discussões; multiculturalismo liberal, que busca promover a integração dos diversos grupos da sociedade, mas baseando-se em uma cidadania individual e universal; multiculturalismo pluralista, leva em conta as diferenças grupais em termos culturais; o multiculturalismo comercial enfatiza que o reconhecimento das diversidades de distintascomunidades pode constituir a solução dos problemas de diferença cultural sem a necessidade de divisão do poder; o multiculturalismo corporativo sugere comandar as diferenças culturais da minoria, mas mantendo os interesses das classes dominantes e, por fim, o multiculturalismo crítico ou revolucionário que focaliza o poder, o privilégio para a maioria e a hierarquização dos sistemas sociais.Milton Santos, algumas características seriam determinantes na consolidação do espaço globalizado como condição objetiva: o espaço globalizado partindo de uma unicidade técnica, outras características são a cognoscibilidade do planeta e a idéia de que se trata de um motor único, que possibilita a queda de fronteiras geográficas e sociais, fazendo com que o mundo e a forma de explorá-lo sejam únicos,assim como os espaços e os tempos
Milton Santos (2006, p.37) assinala alguns elementos para definir a globalização que considera contrária a que deveria co-existir. Ele a concebe como perversa. São estes: 1) emergência de uma dupla tirania, a do dinheiro e a da informação – o capitalismo é uma das características marcantes da globalização. Isso se define pelo fato do sujeito estar sempre consumindopara atender às exigências do mercado. O indivíduo tem que por "livre e espontânea pressão", ser um consumista, ou estará excluído do meio social em que vive. Neste momento, a busca pela informação torna-se inevitável, devido à velocidade da mesma no âmbito da modernidade. A informação traz à tona a necessidade, facilidade e comodidade do consumo: sem sair de casa, a qualquer hora da madrugada e,principalmente, sem enfrentar filas; 2) A competitividade sugerida pela produção e pelo consumo - no campo empresarial, competição gera em torno numérico. A ideologia de valor se sobrepõe a idéia de solidariedade, é ganhar sozinho sempre, implicando na depreciação das pessoas que estão ao redor sem nenhum valor emocional. O consumo é um fator "humanístico", é uma injeção moral, eleva o ego. Acompetitividade explica o individualismo nos mais diversos setores da sociedade; 3) a perversidade sistêmica - a perversidade apontada por Santos refere-se àquela vinda das chamadas classes de cima. Há muito se falou em violência como fator característico das classes ditas de baixo, periféricas, o que leva a certa contradição pelo fato de que a violência estrutural começa no momento em que regras...
tracking img