Mulher no brasil colonial

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4068 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A MULHER NO BRASIL COLONIAL

Ana Alice Balduino, Iarley Silvano, Reuber Balduino

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ – UECE FACULDADE DE FILOSOFIA DOM AURELIANO MATOS – FAFIDAM CURSO DE LICENCIATURA PLENA EM HISTÓRIA

A Mulher no Brasil Colonial
Ana Alice Balduino de Lima Iarley Silvano da Silva Reuber Balduino Vieira

Limoeiro do Norte – Ceará Junho de 2012

Ana Alice Balduino de Lima IarleySilvano da Silva Reuber Balduino Vieira

A Mulher no Brasil Colonial
Essa Cartilha Temática foi elaborada na Disciplina de Laboratório de História II, do Curso de História da Faculdade de Filosofia Dom Aureliano Matos – FAFIDAM, Universidade Estadual do Ceará – UECE, ministrada pelo Prof. Me. Francisco Antonio da Silva, no semestre 2012.1

Limoeiro do Norte – Ceará Junho de 2012

SUMÁRIO 1. 2. RegimePatriarcal…………………………………………………….. 05

Chegada da Igreja Ao Brasil........................................................... 06 2.1. A Igreja e a Mulher.................................................................. 07

3. 4. 5. 6. 7. 8. 9.

Prostituição……………………………………………………………. As Mulheres Concubinadas……………………………………….. Ser Mãe na Colônia…………………………………………………..

08 10 12

Saúde da Mulher No BrasilColônia.............................................. 14 A Economia Colonial………………………………………………... 16

A Sexualidade da Mulher................................................................ 17 A Educação...................................................................................... 19

1. O PATRIARCADO NO PERIODO COLONIAL

N

o período colonial, cabia ao homem exercer a autoridade, poisera considerado o ser de maior poder da época, enquanto as mulheres eram submissas aos rígidos preceitos éticos, morais e sociais da época, tais como castidade e outros. A mulher na história do Brasil era auto-sacrificada, submissa sexual e materialmente presa com rigor. A imagem da mulher opõe-se a comportamentos imorais e a sensualidade da mulher da classe subalterna, onde eram pivô damiscigenação que provinham da relação entre colonizadores e colonizados. Tais preconceitos, sem dúvida, buscam negar o papel histórico da mulher na constituição da sociedade brasileira, esquecendo que sua participação na vida política do país é tão antiga quanto à chegada dos portugueses no Brasil. a construção de um ideário de inferioridade biológica e intelectual, pautado na diferença Família Colonial sexualentre homens e mulheres, possuindo como alicerces afirmações de cunho religioso, histórico-filosófico e clínico. Dessa forma, torna-se natural a sujeição feminina e sua ausência nas decisões tanto no espaço privado quanto público. Em tal regime patriarcal, o homem tendia a transformar a mulher num ser diferente dele, criando dizeres do tipo “sexo frágil”. No Brasil colonial, a diferenciaçãoparecia estar em todas as esferas, desde o modo de se trajarem até nos tipos que se estabeleciam. A sociedade patriarcal agrária extremava essa diferenciação, criando um padrão duplo de moralidade, no qual o homem era livre e a mulher, um instrumento de satisfação sexual. Esse padrão duplo de moralidade permitia também ao homem desfrutar do convívio social, dava-lhe oportunidades de iniciativa,enquanto a mulher cuidava da casa, dedicava-se aos filhos e dava ordens às escravas. A etiqueta, no sistema patriarcal brasileiro, a idolatria à fragilidade da mulher, tudo parecia denotar o gosto dos homens pela diferenciação e, em última instância, reforçar os conceitos de sexo forte, nobre e dominador.
O controle sempre a mulher
Figura 1 - O controle sempre a mulher

5

Moças eram adestradas parasatisfazerem ao pai e depois ao marido, além de receberem uma educação dirigida exclusivamente para os afazeres domésticos. No período colonial, a mulher se arriscava muito a cometer adultério. Aliás, arriscava a vida, por que a própria lei permitia que "achando o homem casado a sua mulher em adultério, este mesmo poderá matar tanto ela como o adúltero". No entanto as mulheres cometiam adultério...
tracking img