Modal rodoviario

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2164 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
- Histórico do Modal Rodoviário
Na Idade Média européia, o homem preferiu o cavalo a outros veículos, maisutilizados pelas damas da nobreza. Difundiu-se o uso da basterna, aristocráticaliteira medieval puxada por mulas ou cavalos. Em meados do século XV, surgiu naHungria um novo tipo de veículo, o coche.Mais leve, com as rodas traseiras mais altas que as dianteiras e suspensãode carroceria pormeio de correntes e correias, o novo modelo representou maior conforto para os passageiros.O êxito da suspensão contribuiu para a difusão da carruagem. Convertida emelemento de prestígio e ostentação, ela se tornou o meio de transporte urbano por excelência da alta sociedade no século XVII. Foi na Itália que a carruagem alcançoua máxima difusão. Chegou-se a contar em Milão, no fim do século XVII,mais de1.500 veículos desse tipo. Diante da ocorrência de acidentes e atropelamentos, aautoridade se viu obrigada a limitar a velocidade das carruagens e a proibir quemenores de 18 anos as conduzissem.O transporte coletivo urbano, praticamente inexistente durante todo esselongo período, surgiu entre os séculos XVIII e XIX, com a utilização de ônibus oubondes que circulavam sobre trilhos de ferropuxados por cavalos.No Brasil, a chegada da Família Real ao Rio de Janeiro, em 1808, marca oinício da história do transporte. Com Dom João VI chegam as três primeirascarruagens: a do Príncipe Regente, a de Dona Carlota Joaquina e a da rainha DonaMaria Primeira. A presença da Família Real provoca grande transformação nacidade do Rio de Janeiro. Com ela chegam 15 mil pessoas, o que exige umaprofundatransformação na cidade que, na época, tinha 57 mil habitantes. Para seter uma idéia, no período de 30 dias, de janeiro para fevereiro de 1808, a cidadepassa de 57 mil para 72 mil habitantes. E a nobreza que serve a Família Realprecisa se acomodar no centro da cidade. São, então, confiscadas as melhorescasas do centro, empurrando para a periferia os que viviam nessa parte nobre dacidade.
Surge noBrasil a primeira demanda por transporte público, pois os moradoresque foram obrigados a ir para os bairros afastados precisavam vir ao centro paratrabalhar. Em 1817, Dom João VI faz a concessão das duas primeiras linhas detransporte urbano. O concessionário é o sargento-mor Sebastião Fábregas quepassa a operar as linhas Passo Imperial da Praça XV ao Palácio Imperial de SãoCristóvão, e do PaçoImperial à Fazenda dos Jesuítas de Santa Cruz. O objetivo daslinhas de ônibus era facilitar a ida da nobreza ao rei para o tradicional ³beija-mão´. A revolução no sistema de transporte rodoviário, porém, acontece com DomPedro II. Ele implanta o sistema de bondes com tração animal dando impulso aodesenvolvimento iniciado por seu avô, Dom João VI.
1.2 - A implantação do modal Rodoviário
O marco daimplementação do sistema rodoviário ocorreu quando CarlFriedrich Benz, em 1885, e Gottlieb Daimler, em 1886, concluíram na Alemanha osprimeiros modelos de automóveis com motor de combustão interna a gasolina. Empouco tempo as vendas desses veículos alcançaram cifras impressionantes.Utilizado como símbolo de prestígio social, tal como no século XVII havia ocorridocom a carruagem, o automóvel se fezpresente com rapidez não só nas estradascomo, principalmente, nas grandes cidades. Na Europa, as possibilidadescomerciais do transporte rodoviário ficaram evidentes durante a primeira guerramundial. A produção em larga escala de veículos militares ocorria na mesma épocade seu aproveitamento no transporte de soldados e apetrechos para as diversasfrentes de guerra. Os táxis de Paris, por exemplo,foram requisitados para o rápidotransporte de tropas para a batalha do Marne em setembro de 1914.Entretanto, foi nos Estados Unidos que alcançou a máxima difusão e deuorigem a uma poderosa indústria, de repercussão imediata no crescimentodemográfico urbano, por intermédio de Henry Ford que, em 1917, deu início àprodução comercial em série do invento (Fordismo).No Brasil esta implementação foi mais...
tracking img