Metodologia para quem quer aprender

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (308 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Capítulo V- Platão
Platão apresenta o conceito do verdadeiro objeto da ciência e procura determinar a relação entre o conceito e a realidade fazendo deste problema o ponto departida da sua filosofia, os conceitos são universais, necessários, imutáveis e eternos, estas realidades chamam-se Ideias,são objetivas, e arquétipos eternos de que as coisas visíveissão cópias imperfeitas e assim a idéia de homem é o homem abstrato perfeito e universal de que os indivíduos humanos são imitações transitórias e defeituosas.Todas as idéiasexistem num mundo separado, o mundo dos inteligíveis, situado na esfera celeste. A certeza da sua existência funda-a Platão na necessidade de salvar o valor objetivo dos nossosconhecimentos.
O mundo inteligível resulta da cooperação bipolar imediata, o mundo sensível há necessidade de um mediador, de um Deus-artífice que Platão denomina Demiurgo, este cria omundo animado por bondade, e acreditava que a alma depois da morte reencarnava em outro corpo, mas a alma que se ocupava com a filosofia e com o Bem, esta era privilegiada com a mortedo corpo. A ela era concedido o privilégio de passar o resto dos seus tempos em companhia dos deuses.
Vincula o tema da arte à sua metafísica: se o mundo é uma cópia da Ideia, e aarte é uma cópia do mundo, consequentemente que a arte é cópia
de uma cópia, imitação de uma imitação, portanto, distanciamento do verdadeiro.

Todo o projeto político platônicofoi traçado a partir da convicção de que a Cidade-Estado ideal deveria ser obrigatoriamente governada por alguém dotado de uma rigorosa formação filosófica, na Cidade ideal nãoexiste o dilema se deva ser soberano o homem de Estado ou a Lei, porque a lei não é outra coisa que o modo em que o homem de Estado perfeito realiza na Cidade o Bem contemplado.
tracking img