Mercado hoteleiro - perspectivas na cidade de santos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 21 (5095 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SETOR HOTELEIRO

1. Principais forças macroambientais que afetam o setor e suas perspectivas

1.1 Político-Legal
O governo federal lançou um pacote de benefícios para incentivar o setor hoteleiro e influenciar na taxa de ocupação e alavancar a diária média. O Plano Maior Brasil inclui a ampliação do prazo de depreciação dos bens e a isenção tributária para a importação de equipamentos semsimilar. O programa visa à redução dos encargos na folha como incentivo ao investimento no serviço prestado. Essa redução será repassa ao consumidor, que terá tarifas mais atrativas e consequentemente, aumentará a taxa de ocupação dos hotéis da região.
O Ministério do Turismo definiu uma nova classificação dos Meios de Hospedagem, a fim de se igualar à hotelaria de países ícones do turismomundial. A classificação avalia diversos critérios para que a nomenclatura (estrelas) possa ser adotada pelo estabelecimento. Desta forma, os consumidores terão maiores informações e conhecimento dos critérios e serviços que poderá encontrar, de acordo com a categoria.

1. Sociocultural
O Sinthoress (Sindicato dos Trabalhadores em Comércio Hoteleiro e Similares), sindicato da categoria, paraalavancar a capacitação da mão de obra da região oferece cursos de inglês e espanhol. Outro incentivo do governo é o Bem Receber. Um programa desenvolvido visando a Copa do Mundo de 2014. Alguns hotéis da região já foram aprovados e estão em parceria com a Match, agência oficial da Fifa. Esse programa, além de cursos de línguas, oferece em áreas específicas para que todos estejam preparados parao evento.
Por estar próximo da capital do estado, a Baixada Santista servirá como cidade sede e terá grande procura dos próprios turistas, uma vez que a hotelaria de São Paulo (capital) não consegue mais suprir a demanda.


1.3 Natural
As condições climáticas influenciam na taxa de ocupação dos hotéis, que podem sofrer quedas com a mudança do tempo. Como alternativa, osestabelecimentos oferecem outros serviços como atrativos aos seus consumidores.


1.4 Econômico
A cidade de Santos possui um centro de convenções com capacidade para mais de 4.000 pessoas. Entretanto a região sofre com um déficit nos leitos, que somam 1.750 apartamentos. Essa deficiência impede que eventos de grande porte sejam realizados na região, prejudicando a economia. Com um novo estabelecimento, anecessidade seria suprida, trazendo novos negócios e capital para a cidade.
Outro fator de grande importância é o Porto de Santos, maior da América Latina, sendo a porta de entrada.
A produção do pré-sal foi de 50% acima do previsto, o que resultará em novos negócios e investimentos na cidade, aumentando a necessidade de leitos de alto padrão na região. O pré-sal também traz novasoportunidades de eventos e grandes empresas, grandes armadores, estão centralizando seus escritórios na região. O investimento no petróleo no Brasil é o 2º maior do planeta, de 270 bilhões de dólares em dez anos.
Dos 22 hotéis da região, 3 foram inaugurados recentemente. Outros oito estabelecimentos passarão a integrar a rede hoteleira, em três anos. Hoje 91% da ocupação se deve ao mercadocorporativo e negócios ligados ao porto. Existe uma grande expectativa de crescimento do mercado de hospedagem corporativa, que buscam hotéis de mais alto padrão.
27% dos turistas estrangeiros que visitam ao Brasil, declaram como motivação negócios e eventos e 24% do turismo doméstico é motivado por negócios.
O turismo de negócios foi o que mais cresceu nos últimos anos. O Brasil já ocupa a7ª posição em número de eventos internacionais e São Paulo tem a 12ª colocação entre as cidades. Proporcionalmente o turismo de negócios é o que mais demanda hotéis enquanto no turismo de lazer apenas 20% dos viajantes buscam hotéis e pousadas, no de negócios esse patamar eleva-se a quase 60%.


1.5. Demográfico
A cidade de Santos com mais de 400 mil habitantes fixos, representa 2,4% do...
tracking img