Mata ciliar

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2032 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Destruição da mata (Mata ciliar)
[pic]

Preservar as matas ciliares é urgente
O desenvolvimento econômico, que reflete diretamente no crescimento e no comportamento da cidade e da região, provoca um dilema: Como essas transformações podem ocorrer sem prejudicar o meio ambiente? No dia mundial da água e em especial do rio Sorocaba, areportagem do jornal Cruzeiro do Sul foca a questão do impacto ambiental, em cima da problemática dos recursos hídricos locais e suas propostas de mitigação.
Algumas questões são fundamentais: qual a situação atual do rio Sorocaba, o que já foi feito, o que está previsto para acontecer e qual é o principal problema que impede ao rio voltar a ser “aquele rio”, da memória de muitos nostálgicossorocabanos.
Para o coordenador do curso de Gestão Ambiental e do Núcleo de Estudos Ambientais da Universidade de Sorocaba (Uniso), Nobel Penteado de Freitas, a falta de mata nativa nas margens do Sorocaba configura um dos principais problemas ambientais e que pode comprometer gravemente o rio. Afirmação defendida também pela Secretaria do Meio Ambiente (Sema), que classificou a falta de mata ciliar,juntamente com o assoreamento em alguns pontos do rio, como sendo os assuntos mais críticos em relação a saúde do Sorocaba.
Como recuperar a mata
Parcerias entre poder público, universidades e demais órgãos ligados a questões ambientais visam mudar o atual cenário das margens do rio e, nesta semana, dois novos projetos foram lançados para dar vida à mata ciliar. O primeiro, na quinta-feira, atende os19 quilômetros de extensão do rio Sorocaba que fica dentro do município de Votorantin. O prefeito do município, Carlos Pivetta, assinou o contrato no valor de R$ 216 mil para o projeto de ‘Recuperação da Mata Ciliar’, graças ao Fundo Estadual dos Recursos Hídricos (Fehidro).
Serão plantadas 12 mil mudas de árvores em 114 hectares. Ao todo, foram selecionadas oito áreas para recomposição. “Serão12 mil mudas que serão plantadas, além de trabalhar a educação ambiental com alunos da rede pública”, disse Pivetta.
E, na sexta-feira, o Fehidro aprovou um projeto no valor de R$ 178.971,80 para reforçar a recuperação da mata ciliar, que será desenvolvido por várias instituições: Uniso, projeto ECOAR Florestal, Instituto Florestal de Botucatu, Ibama UFSCAR de Sorocaba e DEPRN local. O projeto“Parâmetros técnicos e indicadores de restauração de matas ciliares da Bacia do Sorocaba e Médio Tietê” tem por objetivo fazer um diagnóstico do trabalho de restauração na região e elaborar diretrizes para a implantação de futuros projetos pelo Comitê de Bacias do Sorocaba e Médio Tietê (CBH-SMT). O projeto será dividido em várias etapas, a fim de levantar os locais de plantios realizados com ofinanciamento do Fehidro e decorrentes de termos de compromisso de recuperação ambiental. Como explica o professor Nobel, que elaborou o projeto, mesmo sendo a preservação da mata ciliar uma das principais diretrizes do comitê, não existem informações sistematizadas sobre as áreas recuperadas e quais propostas, efetivamente, contribuíram com esse resultado. “A destruição da mata ciliar é um dosprincipais fatores que influenciam na disponibilidade e na qualidade da água dos mananciais utilizados para o abastecimento público”, analisa.
Futuro
O estudo de um plano inédito em Sorocaba, derivado da ação conjunta entre a Secretaria de Obras e Infra-estrutura Urbana (Seobe), a Sema e a Uniso, deverá ser um aliado a mais, na solução do principal problema do rio Sorocaba. Trata-se da leucena -leguminosa exótica, originária do México e que ameaça a biodiversidade se tiver em ambientes favoráveis, nesse caso, tropicais, pois influenciam no desenvolvimento da mata nativa e alteram o funcionamento natural do ambiente. A solução, portanto, envolve o plantio de mudas de árvores nativas e remoção gradativa das leucenas.
No momento, poder público e universidade discutem qual a melhor forma de...
tracking img