Makarenko

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3316 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A CONSTRUÇÃO DA COLETIVIDADE: O CASO DA COLÔNIA GORKI.
Aline Pereira de Melo de Jesus[1] - UNIOESTE

Introdução

Este artigo irá abordar o tema coletividade como construção e definição da colônia Gorki, dirigida por Anton Makarenko. Pretendo por meio deste texto demonstrar que o êxito da colônia Gorki se deveu a construção de uma coletividade forte, rica e complexa. O presente texto, resultadode pesquisa teórica, deteve-se na análise crítica de livros e artigos que citam direta e indiretamente Makarenko e sua colônia, tomando como contraponto o referencial fornecido pelo materialismo histórico dialético.
Este artigo tem como base o livro Poema Pedagógico que foi publicado em 1933-1935, de Anton Makarenko. O livro conta toda a história da colônia de Gorki e baseia-se, portanto, emfatos reais. Nas palavras de Makarenko “nada é inventado, excepto alguns nomes de famílias e algumas raras situações” (MAKARENKO, 1986, p. 8). No entanto o livro não é uma crônica romanceada da história, mas sim um agrupamento de acontecimentos que culminaram na construção da colônia.

Makarenko, vida e obra

Uma pequena introdução de quem foi Makarenko e qual a importância de sua obra se faznecessária. Segundo o prefácio de Evguéni Balabanovitch contido no livro Poema Pedagógico e segundo Luedemann[2], Anton Semionovich Makarenko que foi filho de um operário ferroviário e de uma dona de casa, nasceu na Ucrânia, no final do século XIX, em 1o de março de 1888, vivendo sua infância e adolescência no período anterior à Revolução de 1917. No momento da Revolução Russa e no período pós econtra-revolucionário, participou da vida política em algumas de suas frentes: educação, cultura, arte e movimentos sociais. Morreu em 1º de abril de 1939, com 51 anos, de ataque cardíaco, em uma viagem de trem. Sua família tinha origem humilde e a conquista de uma formação acadêmica se fiou mais em sua capacidade autodidata e a garra e labor com que perseguia seus objetivos. Tinha ambições em seguira carreira de pedagogo e literário, mas foi com a Revolução Russa que se abriram novas perspectivas para a resolução de problemas implícitos à nova realidade. Desse modo devemos ver a consideração da história da revolução comunista não como pano de fundo para as opções pedagógicas de Makarenko, mas como única condição para que essa proposta pedagógica se tornasse uma possibilidade. Sobre a ditarevolução segue o seguinte contexto:

Depois de ter travado a arremetida das hordas da reacção interna, o país ia sofrer transformações radicais, e isso em condições que se tornaram extremamente difíceis pela penosa herança do czarismo e de duas guerras devastadoras. A economia estava desorganizada e eram precisos enormes esforços para a restabelecer. Em 1921 a fome grassa emnumerosas regiões do país. As crianças abandonadas tornaram-se uma calamidade nacional (MAKARENKO, 1986, p.6).




Foram criadas colônias específicas para as crianças abandonadas, e Makarenko foi designado para trabalhar no setor mais difícil da frente pedagógica. Em 1920 foi criada a colônia Gorki, situada perto de Poltava. O nome da colônia é uma homenagem ao autor que mais influenciouMakarenko[3].


A fé no homem que Gorki tinha comunicado a Makarenko ajudava-o a valorizar o que havia de melhor nos mais <> dos jovens delinqüentes. Sob a influencia de Gorki, Makarenko adoptou esta regra que traduz o sentido profundo de sua experiência pedagógica: <> (MAKARENKO, 1986, p.6).


A realidadetrouxe para Makarenko crianças consideradas difíceis (ou mesmo casos perdidos) e para lidar com os desafios impostos ele criou uma nova forma de se pensar e de se fazer educação. O diretor da colônia Gorki rejeitou o modo tradicional de educação, ele não acreditava no modelo do professor que educa e o aluno que é objeto passivo de educação. Acreditava sim, na primordialidade da formação de uma...
tracking img