Vida e obra de makarengo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3809 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Anton Makarenko: vida e obra – a Pedagogia na revolução

581

Anton Makarenko: vida e obra – a Pedagogia na revolução
LUEDEMANN, Cecília da Silveira. Anton Makarenko: vida e obra – a Pedagogia na revolução. São Paulo: Expressão Popular, 2002. 432p. Resenhado por Siomara Borba*

O presente trabalho é resultado da dissertação de mestrado apresentada por Cecília da Silveira Luedemann em 1994.A primeira edição foi publicada em 2002, pela Editora Expressão Popular. Atualmente, essa obra está na sua terceira reimpressão. O trabalho de Luedemann (2002) tem como objetivo principal apresentar as idéias sobre educação e as propostas pedagógicas de Anton Makarenko, pedagogo ucraniano que nasceu em 1888 e morreu em 1939. Esse objetivo mais geral será alcançado através da realização de umobjetivo específico: destacar a proposta da «escola como coletividade»:
A “escola como coletividade” é uma das mais importantes reinvenções da escola do século XX, operadas por Makarenko, no campo da sociologia da educação. E enfrentar o desafio [...] de desconstruir a imagem de Makarenko criada pelo estalinismo como educador da frente prática e especialista na reeducação de crianças marginalizadas.[...] (LUEDEMANN, 2002, p. 24).

Para apresentar a vida, a obra e a proposta educativa do pedagogo Anton Makarenko, o livro de Luedemann (2002) está organizado em seis capítulos. Nesses capítulos, a autora descreve a trajetória da formação docente, mais precisamente, o processo de construção das idéias
* Professora Adjunta da Faculdade de Educação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro(UERJ). Doutora em Filosofia da Educação Brasileira pela PUC-RJ.

PERSPECTIVA, Florianópolis, v. 25, n. 2, 581-592, jul./dez. 2007

http://www.perspectiva.ufsc.br

Persp_25_2.indd 581

5/5/2008 18:06:15

582

Siomara Borba

educacionais e da proposta pedagógica de Anton Makarenko. Cada um dos capítulos corresponde a um período da vida dele quando, de uma forma ou de outra, como estudante,professor ou educador, sua experiência escolar e educacional foi descrita, situada no contexto mais amplo da sociedade ucraniana e no projeto mais específico da sociedade, da cultura e da educação pré e pós-Revolução Russa de 1917. Para completar a pesquisa de introdução das idéias e da prática pedagógica de Makarenko, Leudemann (2002) acrescenta a cronologia da sua vida, a publicação de algunstextos do autor ucraniano, comentados pela pesquisadora, bem como a relação das suas obras. Anton Semionovich Makarenko, filho de um operário ferroviário e de uma dona de casa, nasceu na Ucrânia, no final do século XIX, em 1o de março de 1888, vivendo sua infância e adolescência no período anterior à Revolução de 1917. No momento da Revolução Russa e no período pós e contra-revolucionário, participouda vida política, em algumas de suas frentes: educação, cultura, arte e movimentos sociais. Morreu em 1º de abril de 1939, com 51 anos, de ataque cardíaco, em uma viagem de trem. A pesquisa de Leudemann (2002) compreende três grandes temas de investigação que, no momento da exposição, aparecem entrelaçados. São eles: a apresentação das idéias centrais e a descrição das práticas que formam aproposta pedagógica de Makarenko; a consideração da história da revolução comunista não como pano de fundo para as opções pedagógicas de Makarenko, mas como única condição para que essa proposta pedagógica se tornasse uma possibilidade; e o destaque às orientações políticas de Lênin para a construção e implementação da pedagogia da nova sociedade. A presença de Lênin no processo de formação política deMakarenko explica seu entendimento da ação pedagógica como frente de ação revolucionária. Leudemann (2002), para apresentar a proposta de Makarenko, relembra a história da Revolução Russa de 1917, que compreende, certamente, não só o momento da derrubada do poder tsarista, mas, também, os acontecimentos que antecederam o Outubro de 1917, as lutas
PERSPECTIVA, Florianópolis, v. 25, n. 2,...
tracking img