Livro "muitas vidas muitos mestres"

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1166 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
I - Aspectos Gerais
Título: Muitas Vidas Muitos Mestres
Editora: Salamandra Consultoria Editoral S.A.
Edição: 18°
Autor: Dr. Brian L. Weiss, M. D.
Local: Miami
Data: 1988 Original (1991 Brasileira)
N° de páginas: 185

II - Personagens

Principais: Dr. Brian Weiss e Catherine
Trecho: "Catherine é uma mulher extraordinária atraente, com os cabelos louros, semilongos e olhos cor demel..."
Secundários: Pai de Catherine, Stuart, Dr. Edward Poole, Dr. Frak Acker, Jacob, Mozart, Iris Saltzman, Robert Jarrod, Minette, Carole, Irmão de Catherine, "Os Mestres".
Trecho: "Eu estava assombrado. Tinha um nó no estômago e sentia a sala fria. Aquilo que ela vis alizava e lembrava muito preciso."

III - Local

Onde se passa: Tudo o que é contado no livro se passa no consultório deterapia do Dr. Brian Weiss.
Trecho: "Entrei na sala para recebê - la e nos cumprimentamos. Notei que tinha as mãos frias e úmidas, confirmando a sua ansiedade."

IV - Tempo

Quando acontece a história: Na década de 80
Trecho: "Sei que para tudo há uma razão. Talvez na hora não tenhamos o discernimento nem a percepção para compreendê - la, porém, com o tempo e paciência, ela acaba por serevelar.
Foi assim que conheci Catherine. Eu a vi pela primeira vez em 1980, quando ela tinha 27 anos."

V - Enredo

Assunto principal: São as sessõs de parapiscologia do Dr. Weiss com Catherine para ajuda - la com os pesadelos e as crises de sonambulismo que atormentaram sua infância, que haviam voltado. Os medos e os sintomas a paralisavam cada vez mais, e a depressão era crescente.
De qualparte você mais gostou: Quando Dr. Weiss diz: "Tinha menos medo de perder os outros, mesmo sabendo que iria sentir falta deles. Como é poderoso o medo da morte. As pessoas mais jovens chagam ao extremo para evitá - lo [...] Ficamos tão preocupados com nossas próprias mortes, esquecemos o verdadeiro sentido e objetivos de nossas vidas."
De qual parte você não gostou: Não teve nenhuma parte queeu não gostei. Adorei este livro, foi um dos melhores que já li.
Comentários: Adoro as partes do livro em que o Doutor, reflete e filosofa sobre os acontecimentos, as revelações durante a terapia. E também quando depois de um tempo eles começam a ter uma “telepatia mediunica”.
Você achou o título adequado? Sim. Tem tudo a ver com que o livro conta.
Que outro título você daria para a obra? EuSuperior ou Grande Eu.

IV - Resumo / Resenha Crítica

Este livro conta a surpreendente e controvertida história de um médico com a carreira profissional em ascensão e a vida pessoal estável desde a infância – o Dr. Brian Weiss – e seu trabalho com sua paciente Catherine, na época ela trabalhava como técnica em laboratório no hospital onde o Dr. Weiss era chefe do departamento de psiquiatria.Era uma mulher atormentada por seus próprios pesadelos e crises da infância, que tinham voltado. O medo e os sintomas a paralisavam e a depressão aumentava. Ela foi ao consultório do Dr. Weiss para buscar ajuda para sua ansiedade, ataques de pânico e fobias que haviam piorado nos últimos tempos. Chagou ate lá por referências de dois médicos do hospital onde trabalhara o Dr. Edward Poole,pediatra, que era seu amigo e o Dr. Frank Acker, cirurgião, seu amigo de muitos anos.
Dezoito meses de psicoterapia se passaram, com Catherine se consultando duas vezes por semana. Neste período seus sentimentos, sonhos e pensamentos foram explorados. Ela lembrou-se de muitos detalhes importantes do seu passado, tais como a ausência do pai e das violentas explosões que ele tinha quando bebia. Compreendeuseu relacionamento conturbado com Stuart. Mas os ataques de pânico ainda a torturavam. Os pesadelos intensos e repetitivos continuavam e ela não perdera os seus medos e pavores.
Em 1982 ela fez uma viaje, apesar de sentir um medo enorme de voar, Catherine acompanho Stuart em uma conferencia de médicos em Chicago. Lá ela quis visitar uma exposição egípcia no museu de artes, acompanhados a um...
tracking img