Linha do tempo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1145 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Linha do Tempo da História da educação

1500: Vera Cruz: O começo de tudo.
Quando os portugueses chegaram, perceberam que os indiozinhos, principalmente os Tupis Guaranis, são educados pelos seus avôs, pais e tios. Em algumas tribos o pajé é
responsável pelos valores culturais.

1549: Os Jesuítas chegam ao Brasil em missão civilizatória, para converter os índios a fé católica. Asaldeias são as primeiras escolas. O teatro, o canto e outras atividades lúdicas são usados para catequizar, e de quebra, para ensinar.

1564: A educação na colônia segue. Sem recursos os Jesuítas assumem a educação dos brancos também, a determinação veio da coroa portuguesa. Os primeiros colégios surgem na Bahia. É mais estruturado do que as escolas dos índios, pois recebe órfão, e filhos daelite colonial em regime de internato. Depois de 11anos de estudo,os estudantes têm que cursar uma universidade além-mar-não há escolas de ensino superior,poucos fazem isso já que a formação dada pelos colégios era suficiente para atuar na sociedade da época.

1577: Padre Anchieta, um dos jesuítas mais conhecido. A vida dos alunos e nem a dos professores é muito fácil. Padre Anchieta reclama dasmuitas horas de trabalho, acumulando assim muito sono, e cansaço. Em tempo de escrita à pena ele precisa escrever uma a uma a copia de que cada aluno fará no dia seguinte.

1599: Faltam professores
A pedagogia dos jesuítas é consolidada. O método?Repetição, memorização e provas periódicas. Cabe ao aluno anotar tudo que o professor fala. Os colégios sofrem com a falta de professores.

1759:Expulsão dos jesuítas. O marquês de Pombal comanda de 1750 a 1777,
compra brigas para fortalecer o governo absoluto. A maior é companhia de Jesus.
Em 1759, pombal expulsa os jesuítas do império português.
Os colégios Jesuíticos cuidam da educação de milhares de índios.

1760: O Estado é responsável pela Educação.
Após a expulsão dos jesuítas, a educação brasileira é organizada peloEstado pela
primeira vez. Os professores concursados são pagos pelo governo, o novo método de ensino é criado.
O objetivo da formação não é a universidade. Não há escolas de ensino superior no país.
Dos estudantes apena ¼ continuam os estudos, indo para faculdade no exterior.
O restante dedica-se á agricultura, á igreja e ao funcionalismo público.

1808: A maior mudança é acriação das aulas avulsas de cirurgia e anatomia, na Bahia e no Rio de Janeiro, onde nasceram as faculdades de medicina.

1824: A maioria das mulheres é educada pela mãe, ou pela ama.
O ensino da escrita precisa de cartilha, método e lápis (ou pena), enquanto a leitura pode ser ensinada oralmente.

1827: A primeira lei geral de ensino cria colégio nas vilas e cidades mais populosasdo império, e as meninas também já podem ter acesso às salas de aula.
Um novo método de ensino é difundido: O ensino mutua, onde o professor orienta os melhores alunos, e esses repassam seus conhecimentos para outros alunos.
A repetição e a memorização continuam.
O ensino mutua é dinâmico e oral.
Nesse período também houve inovações a criação das duas primeiras faculdadesBrasileiras, as escolas de direito de Olinda e São Paulo.

1828: Nas escolas para garotas, só professores lecionam-no mesmo vale para os colégios do sexo oposto. O método mutua, apesar de popular, não era usado para mulheres.
Nesse ano a primeira mulher, a ser professora exerce o magistério.

1837: O colégio Pedro 2 é inaugurado no Rio de Janeiro,colégio modelo.
O próprioimperador contrata e controla os professores e verifica como andam as aulas. Depois de seis anos, o aluno ingressa nos cursos de Medicina, Direito e Engenharia.

1874: Idéias do positivismo, do cientificismo e do movimento republicano circulam e influenciam a educação.
Escolas laicas e particulares são criadas.
Além de colégios femininos e protestantes. Aos poucos, a educação migra para...
tracking img