Ler e dort

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1982 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO CONTESTADO
CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO


LER (Lesão por Esforço Repetitivo) /DORT (Distúrbio Osteomuscular relacionado ao Trabalho)

CANOINHAS
2012

LER (Lesão por Esforço Repetitivo) /DORT (Distúrbio Osteomuscular relacionado ao Trabalho)

Trabalho apresentado para fins avaliativos como exigência para a obtenção de nota na disciplina de Ergonomia, do Cursode Engenharia da Produção, ministrado pela Universidade do Contestado - UnC – Canoinhas, sob orientação do professor Airton Valentin Baldissera.

CANOINHAS
2012
SUMÁRIO
1 INTRODUÇÃO 4
2 REFERENCIAL TEÓRICO 5
L E R / DORT 5
COMO PREVENIR A LER – DORT 9
EXERCÍCIOS PARA LER – DORT 11
LER/DORT NA PROFISSÃO DE COSTUREIRAS 12
4 CONCLUSÃO 13
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 14

1INTRODUÇÃO

Vivemos em uma situação em diversas profissões onde doenças ocupacionais tem tido uma grande representação no cotidiano das Companhias. Elas impactam em vários setores da economia resultando em alto custo de reabilitação e frequentemente gerando o afastamento momentâneo ou permanente afastamento.
Neste trabalho, apresentaremos os principais pontos da LER (Lesão por EsforçoRepetitivo) e também sobre DORT (Distúrbio Osteomuscular Relacionado ao Trabalho) entenderemos um pouco mais sobre estes distúrbios que vem ocasionando inúmeros afastamentos nas empresas bem como suas principais características e também as maneiras de Prevenção e de tratamento desses distúrbios.


2 REFERENCIAL TEÓRICO
L E R / DORT

O termo LER refere-se a um conjunto de doenças que atingemprincipalmente os membros superiores, atacam músculos, nervos e tendões provocando irritações e inflamação dos mesmos. A LER é geralmente causada por movimentos repetitivos e contínuos com consequente sobrecarga do sistema músculo-esquelético. O esforço excessivo, má postura, stress e más conduções de trabalho também contribuem para o aparecimento da LER. Em casos extremos pode causar sérios danosaos tendões, dor e perda de movimentos. A LER inclui várias doenças entre as quais, tenossinovite, tendinites, epicondilite, síndrome do túnel do carpo, bursite, dedo em gatilho, síndrome do desfiladeiro torácico e síndrome do pronador redondo. Alguns especialistas e entidades preferem atualmente, denominar a LER por DORT (Distúrbio Osteomuscular Relacionado ao Trabalho) ou L E R/DORT. A LERtambém é conhecida por L.T.C (Lesão por Trauma Cumulativo).
A LER / DORT não é uma doença que atinge apenas pessoas no ramo empresarial. Ela também pode ocorrer em determinadas atividades esportivas que exigem grandes esforços.
A LER consiste em uma síndrome de dor nos membros superiores que podem causar lesões no sistema tendíneo, muscular e ligamentar, causadas principalmente por atividades queexigem movimentos repetitivos, em alta frequência e em postura forçada.
Já a DORT é caracterizada pelos esforços repetitivos, porém, nesse caso, são alterações que se manifestam principalmente no pescoço, braços, punhos e demais membros superiores em decorrencia do trabalho. O grande desafio entre LER e DORT, está em comprovar se o trabalho foi o real causador das doenças provocadas por repetição deesforço.
As principais vítimas são digitadores, publicitários, jornalistas, professores, bancários e todos os profissionais que têm o computador como companheiro de trabalho.
Não é contagiosa, pois não é causada por bactérias, fungos ou virus, mas sim por movimentos repetitivos. 
Este tipo de lesão não foi diagnosticada apenas na era moderna, registros nos mostram que na antiguidade já existiamsob outros nomes, como por exemplo, na idade média, era chamada de Doença dos Quibes, que nada mais era do que uma tenossivite, praticamente extina com a invensão do sistema de impressão. Em 1891, também foi chamada de Entorse das Lavadeiras.
As queixas mais comuns do portador de LER - DORT são:

* Dor localizada, irradiada ou generalizada,

* Desconforto,

* Fadiga,

*...
tracking img