Jubiaba-jorge amado

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 27 (6724 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Jubiabá: Aspecto geográfico

Jubiabá é construído sob traços romanescos e épicos que o tornam obra expressiva aos moldes do romance de 30 no Brasil, romance que documenta um momento de lutas pelos direitos trabalhistas, na cidade da Bahia, Salvador, além de tratar dos tipos peculiares habitantes daquele lugar, sob uma ótica ao mesmo tempo realista e idealista, tem grande repercussão entre acrítica e ganha logo novas edições fora do país. É um romance que narra a vida de Antônio Balduíno, principal personagem da obra, que vive no morro da Capa Negro, no Pelourinho. Ele vivencia aos poucos a miséria do povo do morro, o racismo, a prostituição, a crença do povo com relação ao Candomblé, a exploração da mão-de-obra, os baixos salários e o lento amadurecimento do protagonista rumo àconsciência política.
OBS: pode retirar este parágrafo, pois o mesmo seria um enredo da obra

No livro, vê-se também a importância do espaço urbano e da relação entre a cidade e o morro, vivido pelo menino Balduíno, que tinha um vislumbre pela cidade que, de início, não a pertence. As histórias ouvidas do morro, por muito tempo, são referências para a construção de sua identidade. É nesse espaço do morroque a figura do Pai de Santo, Jubiabá, é respeitada e temida por todos.
Pode-se observar na obra o valor da ocupação do território no processo formador de raízes, identidade, opiniões... “pois um grupo não pode ser compreendido sem o seu território, no sentido em que a identidade sócio-cultural das pessoas estaria inarredavelmente ligada aos atributos do espaço concreto”
As diferenças reveladaspela cidade constituem-se na essência das relações sociais, nas percepções, vivências e memórias dos indivíduos.

Espaço

Em Jubiabá, a delimitação do espaço concorre para a caracterização do realismo crítico, ou seja, a delimitação das questões sociais, como aquela da exploração capitalista, é apresentada através do detalhamento determinista do espaço. Vê-se o espaço da vadiagem, o trabalho dosestivadores, aquele nas fábricas de charuto, a colheita do fumo, o trabalho no circo etc. Esses espaços marcam uma época, um momento na história de um povo, assim como na trajetória do protagonista. Percebe-se, em Jubiabá, a predominância de espaços abertos, que configuram a liberdade característica da personagem Balduíno.
A estrutura do romance é marcada por subtítulos que se referem a espaços quemarcaram a vida da personagem Balduíno: na primeira parte do romance, os capítulos que constituem referências espaciais são: “Box(e)”, que narra uma luta de boxe entre Antônio Balduíno e Ergin, o alemão; “Travessa Zumbi dos Palmares”, narrativa que identifica o lugar para onde Balduíno foi levado ao perder tia Luísa; “Lanterna dos Afogados”, espaço de encontros e desencontros das personagens;“Macumba”, cuja ação transcorre no terreiro de Pai Jubiabá; “Cais”, narrativa de alguns fatos da vida da personagem. O mesmo procedimento se dá na segunda parte do romance: “Saveiro”, narrativa da viagem empreendida pela personagem Balduíno no saveiro do mestre Manuel; “Sentinela”, narração da morte e do velório da velha Laura e o assédio dos homens sobre Arminda, neta da velha; “Vagão”, narrativa doretorno da personagem à sua terra natal; “Circo”, primeira tentativa de emprego da personagem. Na terceira parte: “Criouléu”, narrativa de alguns fatos ocorridos durante um baile num clube de negros; “Guindastes”, decisão de Balduíno em assumir o filho de Lindinalva e trabalhar na estiva a fim de ter uma profissão e sustentar o filho.
Mediante essa verificação estrutural do romance, a vida dapersonagem principal foi se construindo em cada um desses espaços onde viveu.
Os espaços percorridos por Antônio Balduíno são, em sua grande maioria, espaços coletivos, abertos ou públicos: a luta de boxe; as reuniões nas portas dos casebres, no morro, para ouvir histórias sobre o passado dos negros escravos e de mitos e lendas da região nordeste; a viagem no saveiro; a greve dos operários na...
tracking img