Interpretacao do vi capitulo da carta enciclica do papa bento xvi

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (741 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Por: Pereira Julião Luís: n° 842044590
Herança e Exploração de Viúvas e Crianças

Nota Introdutória
Na cidade de Nampula em zonas (como Bairro de Muatala) de difícil via de acesso que porconsequências a pouco acesso há informação sobre os direitos de herança da viúva e da criança quer seja órfão ou não, marcam inúmeros conflitos entre famílias ou pessoas da mesma família, que vem causandodiscriminação, enfermidades até mortes, então cabe aos líderes comunitários e religiosos o papel mediador para a solução deste problema, porque na maioria das vezes acabam surgindo casos de exploração daviúva e da criança por parte dos familiares e de outros.

Problema
O que é herança?
Quem são órfãos e viúvas?
Quais são os direitos das crianças e das viúvas em relação a herança?
Porque falar desteassunto?
Será que há informação sobre os direitos são divulgados
Que consequências traz para os envolvidos e a sociedade em geral?
Como resolver, de quem é o papel, do Governo, líderes comunitários,religiosos ou de todos nós?

Definição de família, viúva, órfão e herança são expressões inseparáveis podemos encontrar citadas na bíblia e na constituição da República de Moçambique, como veremos aseguir:
Definições
No Novo Testamento, Paulo descreve a igreja como uma família. Seus irmãos são os outros cristãos. A sua herança é a comunidade de crentes (Marco 10:28-31). Tanto o Novo quanto o VelhoTestamentos falam das responsabilidades em relação aos órfãos e aos que não têm pai. (, Salmos 10:14, 68:5).

Conforme os n° 1 e 4 do art.119 da CRM “A família é o elemento fundamental e a base de todaa sociedade. A família é responsável pelo crescimento harmonioso da criança e educa as novas gerações nos valores morais, éticos e sociais. A luz do art.83° da CRM “Estado reconhece e garante, nostermos da lei, o direito à herança”.
De acordo com n°2 do art.121 da CRM “As crianças, particularmente as órfãs, as portadoras de deficiência e as abandonadas, têm protecção da família, da sociedade...
tracking img