Pscologia do direito

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (424 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Agentes de segurança penitenciária: Um pouco de história...
As histórias dos carrascos, carcereiros, guardas de presídio, agentes de segurança
penitenciária, independentemente do ‘tempo histórico’,guardam em comum um aspecto: o fato
de sempre terem estado ligadas às situações de torturas, agressão, vigilância e fiscalização e a
outros mecanismos disciplinadores utilizados para aplicar ocastigo considerado justo, para punir
o desvio, promover a adequação e manter uma determinada ordem social
A vida dos profissionais que atuam nas prisões é, desde o início, e ainda hoje,
caracterizadapelo vínculo com o encarceramento, a exclusão e a violência.
Os registros sobre a história profissional desses trabalhadores são escassos e, até onde
desenvolvi minha pesquisa, encontrei apenasdocumentos que, ao contar a história das prisões,
fazem referência ao pessoal que atuava junto aos condenados.2
Britto (1926) e Pestana (1981) evidenciam em seus textos que desde o surgimento dessaprofissão, poucos eram aqueles que se interessavam em exercê-la. Houve época em que os
indicados a ocupar tais cargos poderiam ser presos caso se recusassem a cumprir a ordem de
trabalhar comocarcereiros. Ou seja, de indicado poderia transformar-se em indiciado.
A leitura desses autores aponta para o fato de que os indicados eram membros das
populações mais pobres que, na condição dedominados, poderiam, por sua insubmissão,
tornar-se novos condenados. É possível supor que prisioneiros e carcereiros pertencessem ao
mesmo grupo social, situação que devia causar um grande embaraço. Évisível no relato de
Pestana que os carcereiros eram vítimas da não-escolha profissional e da obrigatoriedade de
exercê-la e ainda das precárias condições das prisões.
Analogamente a seus pares dopassado, que muitas vezes se recusavam a desempenhar a
função de carcereiros por considerarem-na aversiva, os agentes de segurança se sentem, ainda
hoje, como que discriminados pela sociedade,...
tracking img