Internet no brasil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2986 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1. INTRODUÇÃO

Em outubro de 1996, 34 universidades americanas reuniram-se para formar o Comitê Geral de Trabalho da Internet2. Pouco tempo depois, o governo do presidente Clinton anunciou seu apoio à iniciativa e o interesse na criação e administração da NGI (Next Generation Internet).

"Este é um projeto prioritários da Casa Branca (Governo dos Estados Unidos), que prevê investimentos de US$100 milhões/ano até 2002, através do desenvolvimento de diversos projetos no âmbito das agencias governamentais, como a NASA (administração Aeronáutica e Espacial), NSF (Fundação Nacional de Ciências), DARPA (Agências de Pesquisas Avançadas do Departamento de Defesa), DOE (Departamento de Energia) e outras."

O projeto Internet2 passou a ser, neste momento, o primeiro passo no novo empreendimentoamericano. Em janeiro de 1997, mais de 100 universidades americanas já haviam assumido compromisso formal com a participação no projeto. Atualmente o consórcio Internet2 conta com o apoio e a participação não só do grupo inicial de universidades, mas também de centros de pesquisa, agências do governo e membros da indústria dedicados ao desenvolvimento de novas tecnologias Internet de altodesempenho. Empresas como IBM, Fore Systems, Cisco e outras também participam do projeto. A proposta do grupo é desenvolver as novas aplicações avançadas, que serão de 100 a 1000 vezes mais rápidas que as da Internet atual, como tele-imersão, telemedicina, laboratórios virtuais, educação à distancia, entre outras.

1.1. Objetivos

Os objetivos técnicos da Internet2 incluem:

* Roteadores de capacidademuito alta, capazes de suportar links de no mínimo 622 megabits/segundo.
* Roteadores aceitando IPv4 e IPv6, além de protocolos de "qualidade de serviço" (QoS).
* Multiplexadores SONET ou ATM para habilitar a alocação de capacidade aos links para diferentes serviços tais como: envio de pacotes IP com alta segurança, área de testes para protocolos em desenvolvimento ou outras necessidadesdeterminadas por novas iniciativas dos membros da comunidade participante.
* Controle de tráfego e agrupamento de dados relacionados para possibilitar aos participantes da rede a definição das características de fluxo como parte do monitoramento de performance e operação dos GigaPOPs (backbones).
* Manter um serviço portador comum capaz de atender as aplicações novas bem como as já existentes.
* Passar dosistema atual de envio de pacotes ("melhor esforço") para um serviço de comunicação diferenciado.
* Alcançar uma infra-estrutura de comunicações avançada para a comunidade de educação e pesquisa.

1.2. Cooperação

O Projeto da Internet2 - I2 foi concebido por universidades norte-americanas para atender às necessidades de desenvolvimento de tecnologias de informação da comunidade acadêmica dosEUA. Em 1997, a CANARIE - Canadian Network for Advanced of Research, Industry and Education, foi a primeira rede fora dos EUA a inaugurar um acordo de cooperação internacional para participação no Projeto I2. Desde então, a demanda para o estabelecimento de acordos internacionais para conexão ao Projeto I2 tem sido cada vez maior. Essa tendência tem promovido a implantação de enlacesinternacionais que vão assegurar a interoperabilidade global de redes avançadas, permitindo a colaboração entre centros de pesquisa, universidades e demais instituições acadêmicas em todo o mundo para o desenvolvimento de tecnologias de rede de última geração. A participação de instituições estrangeiras na Internet2 é estabelecida através de " Memorandos de Entendimento", conhecidos como MoU (Memorandum ofUnderstanding), ou seja, documentos que estabelecem acordos de trabalhos mútuo com o objetivo de fixar metas comuns aos países ou redes participantes do projeto. Hoje, há um número bastante significativo de redes de pesquisa e educação de alta performance que já assinaram MoUs e já estabeleceram conexões para participação no Projeto I2. São elas:

· SURFNet, Holanda

· CANARIE, Canadá

· APAN,...
tracking img