Incapacidade absoluta e relativa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (262 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Oitava falácia: a participação sim, mas não.

Passamos por vários tipos de governo e em todos eles a população pouco ou quase nada participou ou participa nas suasdecisões, aceitando as imposições de seus governantes e a esses desmandos somava-se e somam-se a pobreza, a ignorância, a incerteza... Esses fatores foram e são primordiais paraa manipulação.
Mas como tudo evolui atualmente nossas comunidades vem se organizando e participando de questões relacionadas ao grande grupo. Pois a nossa Democraciavem dando oportunidade para as comunidades participarem através do voto nos Orçamentos Participativos de onde e como utilizar recursos oriundos do governo, (verbas que direta ouindiretamente saem dos nossos bolsos), em projetos que venham beneficiar as comunidades. (material escolar, viaturas para segurança, instrumentos hospitalares,...).Temos esse direito e isso nos fortalece, pois somos agentes participativos de uma sociedade. Mas na verdade essa participação é irrisória. Pois o que gostaríamos de decidir sãoprogramas tipo (moradias, impostos, salários, aerovias, rodovias, ferrovias... mas essas decisões ficam a cargo dos que ¨sabem¨ E quem perde com isso é o povo, pois quem melhorque nós mesmos para fiscalizarmos onde é empregado nosso dinheiro?
Se os governantes confiassem em seus eleitores, assim como depositamos confiança neles acorrupção não existiria, mas quem nos garante que querem seu fim? É muito cômodo manter o discurso do ¨Sim¨ mas nós sabemos que ¨NAÕ¨. NÃO decidimos nada, somos meros coadjuvantes, masaos poucos vamos abrindo os olhos, questionando mais, cobrando mais, exigindo mais qualidade de vida, participando mais... Só assim poderemos afirmar que vivemos numa Democracia.
tracking img