Enfrentamento do uso do crack

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2668 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic] [pic]






















































































SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO..........................................................................................................3
2 O ENFRENTAMENTO DO PROBLEMA DO CRACK NO CONTEXTO DA SAÚDEPÚBLICA......................................................................................................................4

2.1 POLIUSUÁRIOS DE CRACK ................................................................................4
2.1.1 CRACOLÂNDIA ..................................................................................................5
3. AÇÃO PÚBLICA E REPRESSÃO POLICIAL..........................................................5
3.1 CAPS AD ..............................................................................................................6
3.1.1 ENTREVISTAS....................................................................................................7

4CONCLUSÃO...........................................................................................................8

REFERÊNCIAS...........................................................................................................9

INTRODUÇÃO

Este trabalho tem a finalidade de mostrar o grande perigo que as nossas famílias, principalmente os adolescentes e jovens, que são mais vulneráveis às novidades e estão sempre se deixando levar por aventuras e novas experiências, de modo queestes são o principal alvo dos traficantes, com o intuito de viciá-los e deixá-los dependentes dessa droga e de tantas outras, para que possam estar sempre em suas mãos, usando-os como mulas ou laranjas e assim estarem disseminando o crack nas comunidades em escolas, praças e locais procurados pelos viciados.
O uso do crack é um grande problema social, que exclui pessoas da sociedade,separa famílias e chega a tirar vidas. Foi realizado um estudo etnográfico no Município de São Paulo, sobre o consumo de Crack no Brasil e através de relatos de usuários, soube-se que o aparecimento desta “Droga Devastadora” e a popularização do seu consumo, iniciaram-se a partir de 1989, e esses usuários, possuíam o seguinte perfil: homens menores de 30 anos, desempregados, com baixaescolaridade, de baixa classe socioeconômica, provenientes de famílias desestruturadas.
Crack, um problema social que diz respeito à todos, por isso se faz necessário que toda a sociedade esteja atenta e unida contra a inserção de drogas nas comunidades, podendo ajudar com denúncias anônimas ou orientando familiares de usuários de drogas ou os próprios usuários sobre os serviços públicosespecializados para a recuperação de dependentes químicos.



O ENFRENTAMENTO DO PROBLEMA DO CRACK NO CONTEXTO DA SAÚDE PÚBLICA.


Foi realizada no Município de São Paulo, a primeira investigação sobre o consumo de crack no Brasil, através de um estudo etnográfico realizado com um grupo de usuários dessa droga, relataram que o aparecimento da substancia e a popularização doconsumo teve inicio a partir de l989.
Os primeiros usuários do crack no Brasil seguiam um perfil assim discriminado: Homens, menores de 30 anos, baixa escolaridade, sem vínculos empregatícios, baixo poder socioeconômico e proveniente de famílias desestruturadas. Em função dos efeitos do crack, era raro que os usuários consumissem-na uma única vez, prolongando o uso até que se esgotassefísica, psíquica e financeiramente.
Conforme estudos realizados, os usuários do crack na comunidade, quando comparados aos usuários de cocaína intranasal, pareciam possuir um padrão mais grave de consumo, maior envolvimento em atividades ilegais, maior risco de efeitos adversos ao uso da cocaína, maior envolvimento em prostituição e ter mais chance de morar ou ter morado na rua....
tracking img