Heidegger

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1435 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1. Heraclito foi quem nos levou à denominação de uma nova linguagem o LOGOS-razão em substituição do anterior logos-palavra. Deixando para trás, no princípio do movimento do pensamento, o mito, o método da Filosofia é a compreensão racional da totalidade do ser. Isto quer dizer que independentemente das explicações míticas, os filósofos assentam as suas pesquisas e argumentos no raciocíniológico, procurando explicar cientificamente as causas dos fenómenos. Enquanto o mito e a religião procuram compreender o mundo através da crença e da narrativa, a Filosofia fundamenta as suas explicações na Razão (Logos).
2. Heidegger afasta-se da ontologia antiga (por considerar que a partir de Platão, o Ser foi esquecido, virando-se as atenções para o Ente) e até mesmo da fenomenologia transcendentaldo seu mestre Husserl e direcciona o seu pensamento para a questão do SER, do Ente no Ser e do Dasein Ser-aí, na sua própria ôntico-ontologica (ôntico: estuda o Ente); (ontológico: estuda o Ser), apoiado pela sua fenomenologia existencial e na hermenêutica do Ser. Se a ontologia estuda o Ser e a fenomenologia estuda a compreensão e existência do homem no mundo, o único Ser que se pergunta, estasnão podem ser consideradas ciências distintas da filosofia, pois para M. Heidegger o objectivo da filosofia é o estudo do SER. da existência humana, a presença no mundo, o Ser-aí, cuja sua finitude é certa e que faz a humanidade tomar consciência de si como mortal, temporal, o Ser que caminha para a morte. Quando a consciência angustiante da morte é revelada, no Ser, cabe ao homem cuidar da suaprópria existência. Nesta existência autêntica, porque é consciente, reside a própria existência. “O método adoptado por Heidegger foi a fenomenologia. Inserida numa ontologia de finitude, na qual o Homem se revela e se oculta, no seu próprio SER, fazendo vir de si próprio, aquilo que se manifesta.” (Oliveira, Beneval de (2006)“A Questão do Método na Filosofia Heideggeriana Segundo Ernildo Stein”)
3.Ente – O que é. Aquilo que é, a essência do Ser. Heidegger diz na sua obra Ser e Tempo: “Chamamos de Ente muitas coisa, em sentidos diferentes, Ente é tudo aquilo de que falamos, aquilo a que, de um modo ou de outro, nos referimos, Ente é também o que e como nós mesmos somos (Ser e Tempo, § 2); SER – O Ser é tudo o que é. O Ser é uno e indivisível. “O ser é tudo o que, em qualquer grau, se opõe aonada. Tudo o que é ser é uno e indiviso. O ser, dizem os metafísicos, é uno e transcendente." (Magalhães-Vilhena, V. de 1977); Heidegger diz: “o ser não somente não pode ser definido, como também nunca se deixa determinar em seu sentido por outra coisa nem como outra coisa. O ser só pode ser determinado a partir do seu sentido como ele mesmo”. Ou seja, o ser é autónomo, independente, eindefinível. (Ser e Tempo, tradução-2005); Dasein – Existência, Ser-aí, Presença; trazer à Luz o Ser; “É na pre-sença que o homem constrói o seu modo de ser, a sua existência, a sua história…”. (Heidegger).
Compreendendo a finitude do Ser, assumindo a verdade única, da auto-consciência, que nos encaminha para a morte, que estamos no mundo, que somos o Ser que interage e se movimenta com as coisas e com osoutros Seres, o Ser que se relaciona, que tem e cria afectos, numa temporalidade que nos é imposta pelo prazo de vida, que ao mesmo tempo que nos desperta, nos condiciona..., que nos faz existir e assim revela a existência. Heidegger explica a existência deste modo: “O Homem é ser-no-mundo: é um ser inserido na temporalidade, que se move entre objectos. Ser-no-mundo é também ser-com-os-outros.Entre os outros pode aceder à autêntica realização de si mesmo ou deixar-se privar do seu ser, subjugado pela mediania de um «se» impessoal. O modo segundo o qual a existência, o mundo e o ser-com-os-outros se abrem para o ser-aí é a afecção (que se exprime nos estados de espírito de alegria, tristeza, aborrecimento ou temor), através da qual acede à consciência do seu ser-lançado-na existência,...
tracking img