Gramsci e o estado

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2504 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
GRAMSCI E O ESTADO

Gramsci sistematizou o que estava implícito na teoria de Marx, ou seja, no marxismo. Ele de desenvolveu uma ciência marxista da ação política. Ele, mais do que Marx, reconhecia que a política era uma atividade autônoma, e dizia que:
“A política é a atividade humana central, o meio através do qual a consciência individual é colocada em contato com o mundo socil e material,em todas as suas formas”.(Hobsbawm, 1987, p.23)
A ênfase que Gramsci atribuiu à política surgiu da situação histórica na qual ele viveu e participou como um líder intelectual envolvido com um movimento proletário de massa durante a Primeira Guerra mundial, e nos anos posteriores, como a vitória do fascismo 1922.
Gramsci viu o fracasso dos movimentos das massas trabalhadoras e de um fascismoreacionário apoiado por grande parte da classe trabalhadora. A partir dessa experiência ele desenvolveu um enfoque marxista alternativo do Estado, bem como uma teoria marxista da política. Criou uma estratégia alternativa para a derrubada do Estado burguês e a construção do socialismo.

O CONCEITO DE SOCIEDADE CIVIL

O pensamento de Gramsci estava enraizado em Marx e Lênin. Ele assumia ospressupostos marxistas a respeito das origens materiais de classe e do papel da luta e da consciência de classe na transformação social.
Gramsci adotou a noção de Marx sobre a “hegemonia” burguesa na sociedade civil, e fez dela um tema central da sua versão sobre o funcionamento do sistema capitalista. Para Gramsci a hegemonia significava o predomínio ideológico dos valores e normas burguesas sobre asclasses subalternas.
Com a sua concepção da sociedade civil Gramsci foi além de Marx, ele enfatizou o papel da superestrutura na perpetuação das classes e na prevenção do desenvolvimento da consciência de classe. Ele atribuiu ao Estado parte da função de promover um conceito (burguês) único da realidade e, consequentemente, emprestou ao Estado um papel mais extenso na perpetuação das classes.Gramsci conferiu mais credito que Lênin à massa trabalhadora. Enquanto Lênin dizia que a própria massa trabalhadora era capaz de desenvolver consciência de classe, Gramsci dizia que não era simplesmente a falta de um entendimento da sua posição de classe no processo econômico que impedia os trabalhadores de compreender o seu papel de classe, nem eram somente as instituições “privadas” da sociedade,como a religião, as responsáveis por manter a classe trabalhadora longe da autoconsciência, mas era o próprio Estado que estava encarregado da reprodução das relações de produção. O Estado era muito mais que um aparelho repressivo da burguesia, o Estado incluía a hegemonia da burguesia na superestrutura.
A sociedade civil e o Estado são antíteses para Marx e Engels. Engels argumentou que o Estado, aordem política, é o elemento subordinado, ao passo que a sociedade civil, o domínio das relações econômicas, é o elemento decisivo. (Bobbio, 1979) Dessa forma, a estrutura e a superestrutura, a sociedade civil e o Estado, formam uma antítese dialética fundamental no sistema marxista.
Pra Marx a sociedade civil domina o Estado, ou seja, a estrutura domina a superestrutura. Portanto, Marxsubordina claramente o Estado à sociedade civil é ela que o define e estabelece a organização e os objetivos do Estado, de acordo com as relações materiais de produção num estágio específico do desenvolvimento capitalista.
O conceito de Marx sobre sociedade civil como o momento estrutural foi o ponto de partida da análise de Gramsci. A sociedade civil pra Gramsci é uma superestrutura, e essasuperestrutura está dividida em dois grandes níveis estruturais: O primeiro pode ser chamado de “sociedade civil” que é o conjunto de organismos privados, e o segundo é chamado de “sociedade política” ou “Estado”.
Para Marx e Gramsci, a sociedade civil é o fator chave na compreensão do desenvolvimento capitalista. Mas para Marx a sociedade civil é estrutura (relações de produção). E para Gramsci a...
tracking img