Glosadores

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (277 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Os Glosadores
Os Glosadores têm essa denominação graças às glosas, isto é, anotações breves e comentários dos textos feitos entre as linhas ou à sua margem, que faziam àcodificação de Justiniano. Ou seja, eles compilaram o Direito Romano de Justiniano, preocupando-se com sua interpretação literal. Tal escola iniciou-se na Itália, em fins doséculo XII e princípio do século XIII (de 1100 a 1300), em Bolonha. Entre os mais importantes Glosadores destacam-se: Irnério (o fundador da escola), Búlgaro, Martinho, Jacobus eArcúsio.
Tais glosas influíram no Direito porque os estatutos das cidades italianas foram redigidos principalmente pelos graduados em Bolonha. A aceitação desse Direito Romanofoi facilitada pelo desenvolvimento da atividade comercial que requeria uma técnica jurídica refinada que os direitos locais não podiam fornecer.
Graças aos Glosadores, oDireito Romano se tornou acessível aos juristas medievais, que no estudaram pela as glosas. Assim, deve-se a eles o Direito Romano ter se tornado a base do Direito Privado Moderno.É com eles que se inicia um debate sobre aquilo que viria se constituir na responsabilidade penal das pessoas. A exemplo dos romanos, porém, os Glosadores não conheciam umconceito sedimentado de pessoa jurídica, o que não os impediu de conhecer a figura da corporação. Para eles, as corporações eram responsáveis por suas ações, civil e penalmente.Como defeitos, destacam-se a falta de conhecimento do latim e da história (diziam, por exemplo, que Justiniano teria subido ao trono antes de Cristo), a falta de bom senso e asobservações ridículas e ineptas. Apesar de ter graves defeitos, os Glosadores desempenharam importante trabalho de exegese em análise de obra deixada por Justiniano.
tracking img