Geopolitica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1148 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Jacqueline Pereira lima unidade 3 |O Estado - Nação: das revoluções burguesas à era dos impérios | |






São José dos Campos

Setembro 2012



UNIDADE 3 – O ESTADO-NAÇÃO: DAS REVOLUÇÕES BURGUESAS À ERA DOS IMPÉRIOS


Atividade

A Revolução Industrial a partir do século 18 criou um mundo novo depossibilidades tecnológicas e produtivas. Um dos efeitos da industrialização foi uma nova corrida colonial européia em direção à África e a Ásia. Levando em conta os conteúdos da Unidade 3, faça uma pesquisa aprofundando a questão do Imperialismo europeu na África. Como ficou dividido o espaço geográfico africano pelas potências europeias? Quais as consequências em termos sociais, econômicos e políticos paraos povos africanos da exploração imperialista europeia?
Depois de concluir sua atividade poste-a no Portfólio.







Imperialismo na África



Podemos dizer que o imperialismo chamado também de período Neocolonialismo, foi excepcionalmente pela expansão territorial, cultural e econômico de nações européias sobre outras nações menos evoluídas, neste caso, o continente africano. Em1850 a Europa tornou-se o continente mais poderoso do mundo, a revolução industrial foi um sucesso. As fabricas encontrava-se no auge da produção, produzindo tanto que a própria Europa não conseguia consumir, por isso houve a necessidade de buscar novas terras, para venderem estes produtos industrializados e buscar pela matéria-prima. Neste mesmo cenário houve grande emigração dos europeus paradiversas partes do mundo. O motivo foi que a “Europa” estava pequena demais para tanta gente desempregada que foram substituídas pelas maquinas.

Durante o século XIX e o inicio do século XX o território africano foi brutalmente invadido em busca de riquezas, fazendo com que a população fosse submetida ao poder e a exploração, sendo justificados por preceitos religiosos, políticos, econômicos ecientíficos. Pois os europeus acreditavam já terem alcançado o topo da civilização e que eram modelos de homens, pela forte industrialização e organização político-social, enquanto o resto do mundo era considerado um bando de selvagens e sem cultura.

Também uma das justificativas européias para o neocolonialismo eram a “missão civilizadora” e a responsabilidade de “difundir o pregresso mundial”.Embora só quisessem mesmo explorar o continente, tirando vantagens.

Com bases nessas idéias de superioridade racial e cultural, decidiram explorar os continentes africanos e asiáticos. Os religiosos buscavam a conversão dos africanos, enquanto os cientistas viam a África como campo de descobertas, criando assim à teoria da Evolução as formula Pseudocientíficos que geraram novas teses racistas.Partilha da África



[pic]



A Partilha do continente africano resultou de um processo iniciado na Conferência de Berlim, realizada durante os anos de 1884 á 1885. Nesses encontros que reuniram representantes dos Estados Unidos, da Rússia e de 14 países europeus com o objetivo de organizar a ocupação do continente. Mesmo os Estados Unidos não possuindo colônias nocontinente africano, era um poderio, encontravam se em uma fase de crescimento, visando assim à conquista de novos territórios.

A divisão do território visava satisfazer as necessidades econômicas das metrópoles, o que incluiam limites que separavam um mesmo povo ou aglutinavam diferentes etnias em um mesmo território. Essa prática se mostrou desastrosa, porque ocasionou inumeros conflitos em todo ocontinente africano. O continente foi aleatoriamente traçado e dividido : traçadas pela ausência de acidentes naturais como montanhas, rios grandes . Outras foram traçadas apenas em linhas retas para antender na época o interesse europeu.Não respeitando a cultura e adiversidade etnica.

Da partilha do continente ,França e Gra-Bretanha foram os paises que ficaram com a maior parte dos...
tracking img