Genero poetico

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (608 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O GÊNERO POÉTICO

Gênero Poético:
Função
Potencial
Poesia
Filosófica, humanística, PedagógicoDo individuo do outro.
Do mundo
Própria linguagem.
A poesia é o reencontro do leitor consigo mesmo, numa reintegração de: emoções, ritmo, ideias, ideais e beleza.Assim, a poesia influi na imaginação, nas emoções, nos sentimentos, dá sentido novo às experiências intelectuais, revela a natureza e o mundo interior, revela a própria vida.

POETA PAULO NETHOTEMOS A MANIA DE ENDEUSAR A POESIA, TODO POEMA PRECISA SER DESENDEUSADO PARA TER COMUNICABILIDADE. NÃO É PRECISO SE ATOR OU CONTADOR DE HISTORIA BASTA LER COM ALEGRIA.

O IMPORTANTE É ACREDITAR NO QUESE LÊ, OU SEJA, ENTRAR NA BRINCADEIRA.

MODELOS :

Poesia :

Plim-plim

O alecrim
Foi plantado no xaxim.
A – A – Atchim !
Fez o espirro do Benjamim.É de cetim
A fantasia do arlequim.
O papa-capim
Fugiu do jardim.
É assim
Este livrinho chega ao fim.

Parlenda : Trava língua

No ninho de mafagafos,
Seismafagafinhos há;
Quem os desmafagafizar,
Bom desmafagatizador será.


Cordel de Patativa do Assaré, ilustrado por Joana Lira
Na seca inclemente no nosso Nordeste 
O sol é maisquente e o céu, mais azul 
E o povo se achando sem chão e sem veste 
Viaja à procura das terras do Sul 

Porém quando chove tudo é riso e festa 
O campo e a floresta prometem fartura Escutam-se as notas alegres e graves 
Dos cantos das aves louvando a natura 

Alegre esvoaça e gargalha o jacu 
Apita a nambu e geme a juriti 
E a brisa farfalha por entre os verdores 
Beijando osprimores do meu Cariri 

De noite notamos as graças eternas 
Nas lindas lanternas de mil vaga-lumes 
Na copa da mata os ramos embalam 
E as flores exalam suaves perfumes 

Se o dia desponta vem...
tracking img