Floresta equatorial

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2382 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INSTITUTO FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL

ANDRÉ NUNES DA SILVA
DIEGO GONÇALVES BEZERRA
HANNAH VÍVIAN
KAREN NASCIMENTO
KARINA YUKIMI
PEDRO DE BRITO ESPINOSA

FLORESTAS EQUATORIAIS




CAMPO GRANDE - MS
2012

ANDRÉ NUNES DA SILVA
DIEGO GONÇALVES BEZERRA
KAREN NASCIMENTO
HANNAH VÍVIAN
KARINA YUKIMI
PEDRO DE BRITO ESPINOSA

FLORESTAS EQUATORIAIS

Trabalho apresentadopara fins de avaliação do 2º bimestre da disciplina de Geografia, da Turma de Informática, do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul, Campus Campo Grande.
Professora orientadora: Simone Leme.

CAMPO GRANDE - MS
2012
SUMÁRIO

Introduçaõ 6
1 DEFINIÇÃO DE FLORESTA 7
2 FLORESTAS EQUATORIAIS 7
3 o clima 8
3.1 CLIMA EQUATORAIL 8
4 AREAS DE ABRANGÊNCIA 9
4.1 FLORESTA AMAZONICA 104.1.1 FAUNA 11
4.1.2 DESMATAMENTO 12
4.1.2.1 ECONOMIA 13
4.1.3 AREAS DE CONVERVADAS 13
4.1.4 O RIO AMAZONA 14
CONCLUSÃO 15
REFERENCIAS 16

INTRODUÇÃO

O presente trabalho tem como objetivo principal analisar a formação das florestas equatoriais e visa compreender sobre essa forma de vegetação. Também serão estudados suas características gerais, o clima em relação a esse tipo devegetação, os problemas ambientais, sua importância para o ecossistema, a sua área de abrangência e as áreas de conservação da mesma.

1 DEFINIÇÃO DE FLORESTAS

Floresta é uma área que mede mais de meio hectare com cobertura de copa (ou densidade equivalente) de mais de 10 a 30%. Em sua vegetação há presença de árvores com altura mínima de 2 a 5 metros na maturidade. Pode apresentar tanto formaçõesflorestais fechadas (densas), nas quais árvores de vários estratos e suprimidas cobrem uma alta proporção do solo, quanto formações florestais abertas.
Áreas que estão temporariamente desflorestadas como resultado da intervenção humana, como a colheita ou causas naturais, mas cuja reversão da vegetação é esperada, também são consideradas florestas (DECLARAÇÃO DE MARRAKESH, 2001).

2 FLORESTAEQUATORIAL


A floresta equatorial é bastante úmida e compreende um conjunto de florestas tropicais (terra firme, igapó, campinarana, matas semi-caducifólias...) de difícil delimitação, e abrange vários territórios. É marcada pela presença de formações vegetais não florestais (várzeas, campos abertos de várzeas, manguezais). 
Essas florestas tropicais ultrapassam a Bacia Amazônica eestendem-se pelas bacias do Orenoco, Oiapoque, Paraguai, Araguaia, Gurupi e outros (MIRANDA, 2006).

Segundo o teórico:
Essa área incluiria na Amazônia as cidades de Porto Ayacucho e Ciudad Bolivar (Venezuela), Georgetown (Guiana), Panamaribo (Suriname), Caiena (Guiana Francesa). Por sua vez, esse critério excluiria diversos tipos de vegetação não florestais (cerrados, lavrados...) e florestais(florestas abertas de transição, submontanhas, costeiras...). As capitais Boa Vista (Roraima) e Palmas (Tocantins), por exemplo, não estariam na Amazônia (Disponível em: http://www.faunabrasil.com.br/sistema/modules/smartsection/item.php?itemid=9).


3 O CLIMA


A vegetação se desenvolve de acordo com o clima. Essa relação é evidenciada pela coincidência entre zonas climáticas ebiomas. A variação do clima é determinada pela intensidade da radiação solar. Essa radiação afeta o balanço de radiação das superfícies, que por sua vez influencia as condições de temperatura, movimentação do ar e disponibilidade hídrica para as plantas (PILLAR, 1995).
Conforme o pesquisador:

Além de ser fator determinante do clima, a luz do sol, usada diretamente pelas plantas verdes na síntesede compostos orgânicos, é praticamente a única fonte de toda a energia que circula através dos organismos em ecossistemas. (Disponível em: 2http://ecoqua.ecologia.ufrgs.br/arquivos/Reprints&Manuscripts/Manuscripts&Misc/6_Clima_95Nov07.pdf).



3.1 O clima equatorial


O clima das florestas equatoriais corresponde a baixas altitudes, ou seja, próximas á linha do...
tracking img