Fisioterapia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2386 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
7
cepa Y, e tratados com violaceína e derivados, foi obtida somente 4% de redução da parasitemia.
Infelizmente, esse resultado revela a baixa atividade tripanossomicida in vivo da violaceína e
seus derivados [21].
Chromobacterium violaceum e sua aplicação na indústria
A biotecnologia é reconhecida como uma das mais promissoras tecnologias para o século
21, devido às suas característicasde inovação e impacto na busca e descoberta de recursos
biológicos industrialmente exploráveis e pela importância frente a problemas globais tais como:
doenças, nutrição e poluição ambiental [22]. O seqüenciamento de genomas dos organismos tem
fornecido um conjunto de genes que resultam em produtos biotecnológicos. C. violaceum por ser
capaz de viver em ambientes com baixo teor denutrientes, pode ser considerada um extremófilo,
por se adaptar às condições extremas e produzir enzimas com capacidade de atuar nessas mesmas
condições, tais, essas enzimas podem ser usadas para diversos fins como processos industriais,
biologia molecular e engenharia genética [17]. Atualmente a seqüência genômica de C.
violaceum (ATCC 12472), possui considerável potencial biotecnológico, comodetoxificação
ambiental assim como também na medicina e agricultura [10,17]. Esta bactéria mostra-se
eficiente no biocontrole agrícola contra insetos, fungos e nematóides e devido sua capacidade de
produção de quitinases extracelulares. Essas quitinases provavelmente sejam responsáveis pela
habilidade que C. violaceum possui para sobreviver utilizando quitina como fonte de carbono enitrogênio [12].
Estudos a respeito da resistência dos microrganismos aos metais são importantes, não
somente para a compreensão da homeostase do metal, mas também para a utilização desses
microrganismos em biorremediação. Pois, alguns sistemas microbianos de tolerância ao metal
podem ser utilizados em processos biotecnológicos, tais como a biorremediação de ambientes
poluídos com metais[11]. Sob o ponto de vista biotecnológico, o achado mais importante é que
C. violaceum é capaz de se desenvolver em ambientes com a presença dos metais: Zinco, Cobre,
Manganês e Alumínio, apresentando assim potencial para ser utilizada para a biorremediação
[19].
Devido à crescente preocupação com o meio ambiente muitos países estão investindo para
diminuir o lixo plástico, bem como nodesenvolvimento de plásticos biodegradáveis [23]. A C. 8
violaceum desperta o interesse industrial por produzir poliesteres que podem ser usados para
fazer polihidroxialcanoatos (PHAs), os quais surgem como uma alternativa aos plásticos
petroquímicos [18]; e desperta o interesse por produzir cianeto, o qual exerce função para a
solubilização do ouro, processo livre de 54 mercúrio, evitandoa conseqüente contaminação do
ambiente por este metal pesado [8]. A análise do genoma de C. violaceum (ATCC12472)
confirmou seu potencial para a produção de PHA’s. Pois, C. violaceum (ATCC12472), assim
como outras bactérias Gram-negativas é capaz de realizar a biossíntese de PHA’s [40].
Os PHA’s são materiais de reserva energética, geralmente acumulados intracelularmente
pelasbactérias nativas produtoras, sob limitação de um nutriente essencial, como nitrogênio,
fosfato, enxofre ou oxigênio e na presença suficiente de fonte de carbono. São considerados uma
alternativa aos materiais plásticos convencionais porque, além de serem biodegradáveis, possuem
propriedade físico químicas muito similares aos vários plásticos de origem petroquímica e podem
ser produzidas a partirde fontes renováveis de carbono [7].
As aplicações destes poliésteres são bastante amplas, não se restringindo apenas a
utilização como matéria plástica convencional. A biocompatibilidadee a baixa dissolução dos
PHA’s em ambientes biológicos os tornam úteis na medicina, no fabrico de materiais de sutura e
próteses ósseas. Podem ainda ser utilizados nas indústrias farmacêuticas e de...
tracking img