Fichamento polanyi

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1169 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
POLANYI, Karl. A Grande Transformação: as origens da nossa época. 2°ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2000 (caps. 4 e 5).

Cap. 4 – Sociedades e Sistemas econômicos

“Uma economia, de mercado significa um sistema auto-regulável de mercados, [...], capaz de organizar a totalidade da vida econômica sem qualquer ajuda ou interferência externa, [...]” (p.62).
“[...] anteriormente à nossa época,nenhuma economia existiu, mesmo em princípio, que fosse controlada por mercados. [...]” (p.62).
“[...] Adam Smith sugeriu que a divisão do trabalho na sociedade dependia da existência de mercados ou, como ele colocou, da "propensão do homem de barganhar, permutar e trocar uma coisa pela outra". [...] conceito do homem ecnômico. [...]”(p. 62 e p.63).
“A história e a etnografia [...] não conhecemnenhuma economia anterior à nossa que seja controlada e regulada por mercados, [...]” (p.63).
“[...] subjetivismo em relação a civilizações primitivas [...]” (p. 64).
“A descoberta mais importante nas recentes pesquisas históricas e antropológicas é que a economia do homem, como regra, está submersa em suas relações sociais. Ele não age desta forma para salvaguardar seu interesse individual naposse de bens materiais, ele age assim para salvaguardar sua situação social, suas exigências sociais, seu patrimônio social. Ele valoriza os bens materiais na medida em que eles servem a seus propósitos. [...]” (p. 65).
“[...] a ausência da motivação de lucro; a ausência do princípio de trabalhar por uma remuneração; a ausência do princípio do menor esforço; e, especialmente, a ausência de qualquerinstituição separada e distinta baseada em motivações econômicas. Mas, então, como se garante a ordem na produção e na distribuição?” (p. 67).
“[...] dois princípios de comportamento [...]: reciprocidade e redistribuição” (p. 67).
“[...] O amplo princípio da reciprocidade ajuda a salvaguardar tanto a produção como a subsistência familiar.” (p. 67).
“O princípio da redistribuição não é menosefetivo. [...]” (p.67).
“[...] torna-se aparente a extrema importância do sistema de armazenamento. [...]” (p. 68).
“Princípios de comportamento como esse, contudo, não podem ser efetivos a menos que os padrões institucionais existentes levem à sua aplicação. A reciprocidade e a redistribuição são capazes de assegurar o funcionamento de um sistema econômico sem a ajuda de registros escritos e deuma complexa administração apenas porque a organização das sociedades em questão cumpre as exigências de uma tal solução com a ajuda de padrões tais como a simetria e a centralidade. ” (p. 68).
“[...]comércio Kula. Descrevermo-lo como um comércio, embora ele não envolva qualquer lucro, [...]” (p. 69).
“[...] um toma-lá-dá-cá sistemático e organizado de objetos valiosos transportados a grandesdistâncias é descrito justamente como comércio. Entretanto, essa totalidade complexa é dirigida exclusivamente em termos de reciprocidade. [...]” (p. 70).
“[...] a redistribuição também tende a enredar o sistema econômico propriamente dito em relações sociais. [...]” (p.72).
“[...] o princípio da domesticidade, consiste na produção para uso próprio. [...]” (p.73).
“De forma mais ampla, essaproposição sustenta que todos os sistemas econômicos conhecidos por nós, até o fim do feudalismo na Europa Ocidental, foram organizados segundo os princípios de reciprocidade ou redistribuição, ou domesticidade, ou alguma combinação dos três. [...]” (p.75).

Cap. 5 – Evolução do Padrão de Mercado

“A permuta, a barganha e a troca constituem um princípio de comportamento econômico que depende dopadrão de mercado para sua efetivação. Um mercado é um local de encontro para a finalidade da permuta ou da compra e venda. [...] princípio da permuta depende, para sua efetivação, do padrão de mercado. [...]” (p. 76).
“[...] o princípio da permuta não está em paridade estrita com os três outros princípios. O padrão de mercado, com o qual ele está associado, é mais específico [...]” (p. 77)....
tracking img