Fichamento de arquivologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1252 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O objetivo deste relatório é descrever a visitação – os dados colhidos, os seus pontos positivos e negativos, os contatos estabelecidos, assim como a minha aprendizagem acerca dos mesmos – as instituições e, principalmente, aos seus respectivos setores de arquivo da Casa de Oswaldo Cruz (COC), do Arquivo Nacional e do Arquivo Histórico do Palácio do Itamaraty.
Foi ao Arquivo Histórico doPalácio do Itamaraty – palacete cor-de-rosa concluído em 1854, assinado por José Maria Jacinto Rebelo, discípulo de Grandjean de Montigny; sede do Ministério das Relações Exteriores de 1899 a 1970; e um dos edifícios de maior importância arquitetônica da cidade do Rio de Janeiro; situado, este, à Avenida Marechal Floriano, 196, no centro – onde, no dia 19/06/12, ocorreu a primeira destas minhas 03visitações.
Pessoalmente, considero-me um apaixonado por diplomacia; mesmo ciente do quão, amplamente, extenso é esta ciência e campo de estudos e, do pouquíssimo de conhecimento que eu possuo acerca dos mesmos. Mas, mesmo declarando-me apaixonado por este campo de estudos da História, eu não conhecia o Palácio do Itamaraty e, muito menos ainda, o seu setor de arquivos. Não pude perder a oportunidadede me inscrever para a visitação aquela instituição arquivística, por que esta seria a minha primeira oportunidade de conhecê-la de perto, ou seja, um pouco melhor.
Na visitação ao Arquivo Histórico do Itamaraty estiveram presentes cerca de cinco alunos; número limitado, provavelmente, devido às pequenas dimensões do espaço destinado ao setor de arquivos do mesmo que não comporta,simultaneamente, a presença de um número muito maior do que esse; seja de pesquisadores e ou visitantes, em suas instalações. Fomos recebidos pela senhora Roseane, experiente e amável servidora pública da casa, que conduziu, apresentou e explicou-nos como são as diversas etapas e pré-requisitos a que um estudioso – seja este um célebre acadêmico, um estudante secundarista ou outro cidadão comum curioso acerca deum dado, ou de uma questão de ordem qualquer – precisa preencher para pesquisar quaisquer dos documentos disponíveis á consulta do público nos arquivos da instituição. Pesquisar o acervo documental do Palácio do Itamaraty – que compõe o acervo arquivístico da diplomacia brasileira, cuja gestão, guarda e divulgação encontram-se, em conjunto, sob a responsabilidade da Coordenação Geral deDocumentação Diplomática (CGDO) do Ministério das Relações Exteriores (MRE) e o Arquivo Histórico do Itamaraty – não me pareceu complicado; é preciso, apenas, que a pesquisa – que é gratuita e aberta ao público sem restrições – esteja vinculada a um agendamento e autorização prévios; cuja solicitação, que é realizada por telefone ou por e-mail, passa por uma avaliação observando-se as disposições legaissobre o acesso à documentação classificada, quando assim for o caso. Sendo a solicitação aprovada, o pesquisador é contatado para a marcação da data da visita aos arquivos da instituição; assim como, no momento da pesquisa, é preciso preencher, datar e assinar o “Formulário para solicitação de Pesquisa aos Arquivos”.
Tratados, acordos, minutas, livros, mapas e muitos outros documentosextraordinários podem ser encontrados no Arquivo Histórico do Itamaraty; entre os quais a senhora Roseane, durante a visitação, nos apresentou, por exemplo, o documento original do primeiro Tratado de Amizade, Comércio e Navegação acordado entre os, então, Estados Unidos do Brasil e o Império do Japão em 1895 – documento este de uma beleza e significado únicos para o estabelecimento das primeiras relaçõesdiplomáticas oficiais entre as duas nações. Ainda em relação ao acervo, o que ocorre é que – devido à subtração à cidade do Rio de Janeiro, durante a presidência de Juscelino Kubitschek, do status de Capital Federal – a documentação disponível no Arquivo Histórico do Itamaraty carioca delineia os contornos da diplomacia brasileira, com raras exceções, desde o período colonial até o ano de 1959;...
tracking img